A A
RSS

Avatar: Edição Especial

por

19 de outubro de 2010

Cinema, Receituário

Avatar: Edição Especial

EUA, 2010

  • Dir: James Cameron
  • Elenco: Sam Worthington, Zoë Saldana, Stephen Lang, Michelle Rodriguez, Giovanni Ribisi, Sigourney Weaver, Laz Alonso.

Avaliação: ★★★☆☆ 

Indo direto ao ponto: vale a pena ir aos cinemas rever “Avatar” por causa das cenas adicionais? Não. E se for para conferir a aventura em Imax? Com certeza que sim. O espetáculo épico de James Cameron se torna uma experiência totalmente diferente quando assistido na tela gigantesca. A mudança de percepção provocada pelo Imax faz muito mais diferença para a sua compreensão do filme do que as novas imagens colocadas pelo diretor James Cameron.

Das novas cenas, três chamam realmente a atenção. Uma se passa um pouco antes de Jake (Worthington) ser atacado por uma fera e se perder na floresta. O herói anda pela escola abandonada, onde Grace (Weaver) ensinava inglês para os Na’Vi. Não há muito diálogo, mas a madeira quebrada e os buracos de bala na parede dizem tudo sobre o que aconteceu naquele lugar.

Uma outra cena que havia sido excluída é a famosa e discutida relação sexual entre Jake e Neytiri (Saldana). As tranças dos dois finalmente se entrelaçam, mas tudo é infinitamente mais sem graça do que se esperava (e com muita pupila dilatada).

O novo momento mais importante para a história é sem dúvida aquele que envolve a morte de Tsu’tey (Alonso). Na versão original, o líder dos Na’Vi é baleado e a última vez que o vimos é caindo do avião. Mas Tsu’tey chega vivo ao solo e, ao ser encontrado por Jake, pede para ser morto de forma honrada por ele. E não só isso, mas também passa a Jake a liderança do seu povo. A cena é bonita e até emocionante, mas é fácil entender porque Cameron a retirou na sua edição final. Muito da força do clímax se perde neste momento, com uma mudança brusca de emoções.

Há algumas outras novas cenas sem muita importância, como Jake participando de uma caçada e os Na’Vi atacando os humanos pouco antes da destruição de sua árvore.  A verdade é que o filme piora com a adição destas cenas cortadas. Se for para rever “Avatar”, que isso seja feito na verdadeira montanha russa que é o Imax, onde um simples movimento de câmera traz a sensação de toda sala de cinema se movimentando. E isso já é mais divertido do que qualquer um dos oito novos minutos inseridos no filme.

*No Brasil há atualmente duas salas de cinema Imax: uma em São Paulo e outra em Curitiba.

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

Tags: , , ,

Leave a Reply

*

Pílula no Facebook

Enquanto isso, no Twitter

Arquivos

Categorias

-->

resume writing services