Da série “não conseguimos”

Nossa avaliação

Ok: este “Água para elefantes” deveria ser o filme baseado num best seller em que Robert Pattinson trabalha com um monte de atores melhores do que ele, aprende a atuar e convence a gente de que é capaz de mais do que virar purpurina sob a luz do sol. Só que nós achamos que… não vai rolar. Motivo #29: inverossimilhança.

Em que universo/mundo/dimensão paralela uma mulher (porque Reese Witherspoon não é mais nenhuma menina) trocaria Christoph “Hans Landa” Waltz por Rob “Edward Cullen” Pattinson? Sério. Waltz é inteligente, boa pinta, engraçado, talentoso, gente fina E fala um monte de línguas. (E ainda tem um Oscar, como Witherspoon. Só que merecido). E ele não vira purpurina!!! Agora, Pattinson? Talvez a filha de Reese poderia preferir, mas ela? Foi mal, inverossímil. Próxima tentativa, Purpurina.

“Água para elefantes” estreia no Brasil em 13 de maio do ano que vem. A direção é do Francis Lawrence de “Eu sou a lenda”.

4 Comentários

  • Lívia Aguiar
    Em 17 de dezembro de 2010 3:17 0Likes

    Vamos ver se o Christopher Waltz vai fazer a Shosanna

  • Daniel
    Em 17 de dezembro de 2010 12:09 0Likes

    Fazer a Shosanna = se vingar?

  • Lívia
    Em 17 de dezembro de 2010 12:21 0Likes

    queimar TUDO!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • A gente
  • Home
  • Retro
  • Homeopatia
  • Overdose
  • Plantão
  • Receituário
  • Ressonância
  • Sem categoria
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009