A A
RSS

Pílula-Guia do Oscar 2011 – Parte 5

por

26 de fevereiro de 2011

Cinema, Overdose

Até sexta, o Pílula Pop apresenta as previsões mais atualizadas e cientificamente comprovadas em cada um das 24 categorias do Oscar. A gente te ajuda a ganhar o Bolão dos Amigos e você paga uma cerveja pra gente depois, beleza?

Hoje: Apostando no escuro.

* Antes de começar a prever as últimas cinco categorias, é importante deixar claro que, com exceção de “Biutiful” e “Lixo extraordinário”, não vimos nenhum dos concorrentes. As previsões são dadas com base na nossa cobertura da temporada e na leitura de blogs e sites especializados.

Em mundo melhor: é um filme com um pai e um filho.
Em mundo melhor: é um filme com um pai e um filho.

Melhor filme estrangeiro
O que saber sobre o comitê que vota nessa categoria? Eles são conservadores, gostam de filmes históricos, principalmente 2ª Guerra e Nazismo, e de dramas clássicos que os façam sentir mais profundos e superiores do que realmente são. Com isso “Dogtooth”, o polêmico e incestuoso candidato grego, está fora do páreo. “Fora da lei” é um épico africano que não fez muito barulho e entrou aqui só pra ser indicado mesmo. A disputa é, portanto, entre o franco-canadense “Incêndios”, o pedigree de “Biutiful” e o vencedor do Globo de Ouro, “Em um mundo melhor”. A ótima recepção crítica desse último, associada ao nome da diretora Susanne Bier (que já fez “Coisas que perdemos pelo caminho” em Hollywood), faz dele o grande favorito, ameaçado somente pela indicação de melhor ator para Javier Bardém (que indica apoio dentro da Academia). Há quem ache ainda que o tema similar de “Incêndios” e “Em um mundo melhor” pode dividir os votos, favorecendo o filme de Iñárritu. Mas nós acreditamos que “Biutiful” é muito dark pro comitê – além de nem ser tão bom assim.

O Oscar vai para: Em um mundo melhor
Mas quem também pode ganhar é: Biutiful

Exit through the gift shop: é um filme dirigido por um cara que usa máscara de macaco.
Exit through the gift shop: é um filme dirigido por um cara que usa máscara de macaco.

Melhor documentário
E esse comitê? Ele é formado na imensa maioria por norte-americanos. E o voto, é claro, é sempre direcionado para o filme cujo tema é mais pertinente a eles – e aos EUA. É por isso que “Lixo extraordinário”, mesmo tendo ganhado o prestigiado International Documentary Award, não tem muita chance aqui. Seguindo essa linha de raciocínio, o favorito seria “Trabalho interno” – segundo a crítica, uma excelente devassa da crise financeira no governo norte-americano e em Wall Street. A única pedra no caminho do filme é o aclamado “Exit through the gift shop”, um estudo sobre o mundo da arte dirigido pelo homem-ícone Banksy – que, desde sua estreia, tem despertado críticas apaixonadas por todos que o assistem. O filme é o queridinho da temporada e sua vitória faria o comitê parecer antenado. Além disso, aparentemente ele é mais ousado e bem realizado em termos de linguagem cinematográfica. Some ainda o fato de que o diretor de “Trabalho interno”, Charles Ferguson, já ganhou o Oscar em 2007 por “Sem fim à vista” e foi indicado outras duas vezes. A gente vai ousar e dizer que o hype de Banksy leva essa, mas a alternativa é plenamente possível.

O Oscar vai para: Exit through the gift shop
Mas quem também pode ganhar é: Trabalho interno

Na Wewe: é um filme com crianças africanas sofrendo.
Na Wewe: é um filme com crianças africanas sofrendo.

Melhor curta-metragem (ficção)
Pelo que lemos sobre os indicados aqui, a disputa está entre “Wish 143”, “Na Wewe” e “God of love”. O primeiro é sobre um garoto, vítima de câncer terminal, que quer perder a virgindade antes de morrer por meio da Make a wish foundation. O segundo se passa no Burundi de 1994, durante a guerra civil entre Hutus e Tutsis. E o último é uma derivação do mito do Cupido em preto-e-branco, influenciado por Woody Allen. Considerando que o prêmio aqui costuma ir para temas mais sérios (conteúdo sempre vem antes da forma), a gente acha que o curta africano tem boas chances de levar. Mas, pelo que lemos, “Wish 143” é o mais emocionante e bem realizado entre os concorrentes.

O Oscar vai para: Na Wewe
Mas quem também pode ganhar é: Wish 143

Strangers no more: é um filme sobre pessoas que fazem criancinhas felizes.
Strangers no more: é um filme sobre pessoas que fazem criancinhas felizes.

Melhor curta-metragem (documentário)
Três filmes também estão na dianteira pelo prêmio aqui. “Strangers no more” é o retrato de uma escola em Tel Aviv que recebe e asila crianças pobres de 48 países diferentes. Já “Killing in the name” conta a história do homem que viu 27 pessoas morrerem depois que um homem-bomba invadiu a igreja durante seu casamento. E “The warriors of Qiugang” é sobre uma vila chinesa lutando contra a poluição e a destruição de sua terra. Segundo os críticos, o último é o mais emocionante/revoltante. Mas o primeiro tem a vantagem de ser a história de judeus bonzinhos salvando o mundo. O careca deve ir pra um dos dois.

O Oscar vai para: Strangers no more
Mas quem também pode ganhar é: The warriors of Qiugang

Let's pollute: é um filme sujo sobre poluição (e sujeira).
Let's pollute: é um filme sujo sobre poluição (e sujeira).

Melhor curta-metragem (animação)
Ao menos nessa categoria, técnica e conteúdo têm a mesma importância. Com isso, o favorito aqui é “Night & Day” da Pixar, exibido antes de “Toy story 3”, que mistura técnicas de CGI, 3D e desenho clássico. Seu grande adversário é a própria grife: com a vitória na categoria de longa praticamente garantida, é possível que os votantes não queiram que a Pixar ganhe tudo sempre. Os prováveis beneficiários dessa linha de pensamento seriam “The lost thing”, desenho australiano sobre o jovem que encontra a coisa perdida do título na praia e tenta protegê-la. Segundo os críticos, é o candidato emocionante do ano. O outro concorrente é “Let’s pollute”, sátira sobre o consumismo e a falta de consciência ecológica norte-americana. É o candidato com um tema sério – no mesmo estilo do “Logorama” que venceu ano passado. Portanto…

O Oscar vai para: Night & Day
Mas quem também pode ganhar é: Let’s pollute.

Tags: , , , , ,

3 Comments For This Post

  1. Elton Almeida Says:

    Como assim? “Inside Job” é visivelmente franco favorito em documentário e esta é uma categoria que, na imensa maioria das vezes, premia o favorito da temporada.

  2. Elton Almeida Says:

    E, na verdade, o canadense “Incendies” é o mais cotado pelos gurus do Oscar a vencer. É uma categoria que costuma surpreender e não premiar os supostos favoritos – Biutiful e In a better world. Além disso, nos últimos tempos quem vence o Globo de Ouro, perde o Oscar. E, não que isso importe, Incêndios é bem melhor.

  3. Daniel Oliveira Says:

    Ei Elton, como eu disse, são realmente duas categorias MUITO difíceis de se prever. E como eu também disse, não assisti aos filmes concorrentes, portanto estou seguindo a teoria dos jornalistas que eu leio e confio – especialmente o Kris Tapley do InContention.com e a Anne Thompson, do ThompsonOnHollywood. Na categoria de documentário, é muito possível (talvez provável) que “Trabalho interno” vença, tanto que o coloquei como alternativa. Mas a grande presença do Banksy em LA e a reação bastante positiva ao “Exit” me fazem pensar que o filme possa ser uma surpresa aqui. Especialmente porque o Charles Ferguson já ganhou e esse comitê não costuma premiar o mesmo diretor duas vezes, principalmente em um espaço tão curto de tempo. Quanto aos filmes estrangeiros, realmente não acho que “Biutiful” ganhe. E não vi “Incêndios”, apesar de estar muito curioso a respeito. Só que, pelo que li, o filme do Villeneuve não registrou tão forte com os membros da Academia quanto “Em um mundo melhor”. Por isso, estou votando nesse último. Mas fato: qualquer um dos 3 pode levar. E que fique claro que isso aqui não é uma avaliação crítica dos filmes. É previsão de Oscar. É uma aposta. É tentar adivinhar o que os gostos da Academia – e não os de quem está escrevendo. Eu, por exemplo, gostei BEM pouco de “Biutiful”, mas… anyways, valeu pelo feedback! Abs.

Leave a Reply

*

Pílula no Facebook

Enquanto isso, no Twitter

Arquivos

Categorias

-->

resume writing services