A A
RSS

True Blood 4×04 I’m alive and on fire

por

19 de julho de 2011

Receituário, TV

Finalmente as histórias paralelas estão começando a se juntar! Quem sabe conseguiremos ver um sentido pra trama do Jason ou a do bebê anticristo – ou isso ou é melhor o Alan Ball matar essa gente extra que só faz choramingar.

Em I’m alive and on fire, Sam conhece a filha da metamorfa que ele está querendo pã! – e ela é filha de um lobisomem – Eric fica com ciúmes da relação de Sookie com Alcide e escapa por pouco da busca implacável de Bill que, por sua vez, conhece sua bis-bis-bis-bis neta, prima do Andy-viciado-em-V-Bellefleur; o bebê-demônio de Arlene e Terry escreve mensagens do além na parede; as bibliotecárias lançam um feitiço horrível na Pam e, por fim, Jason consegue fugir de Hotshot e é salvo por Jessica e Hoyt.

Sookie confunde armário com caminha.
Sookie confunde armário com caminha.

Bom, vamos entrar mais nessa história:
“Opa, foi mau”. É isso que Eric, O Desmemoriado, consegue dizer depois de drenar a fada-madrinha de Sookie. A loira não está tão triste com o fato quanto poderíamos imaginar, pelo contrário: ela chama nosso viking preferido para entrar na casa, com medo de que mais fadas apareçam. Em vez de obedecer, Eric começa a zoar da cara dela (um dos highlights do episódio!) porque aparentemente o sangue das fadas deixa os vampiros doidões. Ele sai correndo para aproveitar a “onda”, mas o sol vai nascer e as coisas podem ficar perigosas para o vampiro. É aí que… oba! Sookie chama Alcide para ajudar. Opa, Joe, o que você está fazendo tirando a roupa assim, do nada? Ah, ok, é que você vai entrar no modo lobisomem para farejar Eric por aí… tá bom ótimo, então!

Somos guiados até uma lagoa cheia de crocodilos… bom, quem liga pra crocodilos, eles foram substituídos por – atenção! – Eric Northman nadando pelado sob a luz do sol. Opa, agora sim!

Quando o sangue de fada deixa de fazer efeito, a pele branquela nórdica de Eric começa a ficar toda queimadinha e ele volta para casa. Sookie e Alcide têm uma conversa meio de ciuminho, por ele estar com a Debbie-ex-viciada em V e por ela estar protegendo o Eric. Friends? Ok, friends… De volta ao larbisomem, Debbie manda o equivalente lobo para “você está me traindo”: “Did you shift today?”. Alcide conta que ajudou Sookie e ela finge de forte “I worry about no Sookie”. Well, hooker, you SHOULD!

De volta a Bon Temps, cai a noite e… conhecemos o Emo-Eric, que tá triste porque nunca mais verá a luz do sol. Mimimi, mimimi, como curar essa tristeza? Com um beijinho da Sookie, claro! Mas não rola, eles são interrompidos pela campainha: ninguém menos que o Bill!

Ele está atrás de Eric. Seu medo das bruxas é genuíno, mas nem Pam nem Sookie sabem disso – e não querem arriscar confiar em Bill, o novo Rei[carniceiro]Vampiro de Louisiana. Nan Flanagan, a porta-voz dos vampiros que “saíram do caixão”, faz a vez da razão: “umas velhas hippies levitaram um passarinho morto”, grande coisa. Mas ainda que a gente queira concordar com ela, a verdade é que essas bibliotecárias hippies podem mesmo estar tramando altas confusões, como aparentemente aconteceu na época da Inquisição Espanhola. Sozinho nessa (e sem poder matar nenhuma bruxazinha, como ameaçou a sra. Flanagan), Bill manda seus snipers atrás de Eric, mas eles não vão para o lugar mais óbvio: a casa de Sookie.

Antes de ir até lá, El Rey conhece a família de sua nova amante: Portia Bellefleur. Sim, ela é prima de Andy e Terry. Na casa de sua avó, Bill se reencontra com Andy (um neto mimado meio louco de V) e, tan-dan!!!!, descobre que é bisa-bisa-bisa-bisavô de Portia. AWKWARD. Esse amor/pegação já era! Sentindo-se só e abandonado no mundo, lá vai o Vampiro-Rei para a casa de sua (ex?)amada Sookie Stackhouse. Com o pretexto de procurar Eric, ele tenta entrar na casa dela, mas recebe um golpe “Quantas vezes eu já menti pra você?”. Pã, mais uma para a conta de tristezas do dia da noite para Bill Compton, que volta pra casa cabisbaixo.

No mundo das bibliotecárias bruxas…
Marnie tem sonhos com a bruxa que realmente está por trás do feitiço que ela lançou contra Eric. Estamos na Espanha, Idade Média, e vemos como Antonia (a tal mandingueira) é poderosa, mesmo amarrada para ser queimada na fogueira “santa”. Mas acontece que ela só aparece quando dá na telha. Marnie fica desesperada tentando invocá-la, sem sucesso, principalmente depois que Lafayette e Tara explicam como é perigoso ficar no caminho dos vampiros. Na macumba para reverter o feitiço colocado em Eric, porém, Antonia finalmente se manifesta e… joga uma praga na Pam, que tem uma parte da pele apodrecida. Eca, eca, eca! Continuamos morrendo de dó da Pam. Girlfriend needs some love!

Chuta, Jesus, que é macumba!
Chuta, Jesus, que é macumba!

Outras tramas menores:
Tommy abandonou Maxine (mãe do Hoyt) e voltou para o trailer onde seus pais moram. A mãe está sozinha e faz parecer que abandonou o pai carrasco, mas SHAZAM, ele aparece à noite com uma corrente e quase sufoca (ou sufoca mesmo, vamos ver) o filho pródigo.

Já o Bebê-diabo é amado por Terry Bellefleur mas, na companhia da boneca-vudu-esquisita-que-tava-na-casa-do-Hoyt-e-da-Jessica-e-que-eles-deram-pro-neném, o pequeno ser fica possuído e escreve na parede que não é filho de Terry. E agora, Arlene?

Sam aparece de surpresa na casa da metamorfa gostosa com quem ele está querendo fazer coisas super animais e descobre que ela tem uma filha mega-ultra-fofinha. Merlotte vira logo um pai pra ela, mas quando a garota vai dormir, Naomi conta que a menina, Emma, é filha de um lobisomem ciumento. Basicamente um samba do criolo doido sobrenatural!

Enquanto isso, em Hotshot
Jason continua sendo estuprado por todas as mulheres-panteras de lá. Mas quando chega a vez da pequena – e virgem – Becky, ele vê uma janela para escapar. Nenhum dos dois quer transar, não naquelas condições, então a garota liberta o man-whore e tenta ficar fora do caminho do Felton. Ainda que essa narrativa esteja sendo muito chatazzzzzzzz, há de se reconhecer o tanto que Jason cresceu nesta temporada: além do Cavanhaque Da Sabedoria, ele conseguiu fazer um discurso bonito sobre como é importante a primeira vez de uma menina e depois usou seus conhecimentos (?) de sobrevivência na selva para escapar do Felton-pantera em seu encalço.

Quando o garanhão involuntário finalmente mata o Felton, Crystal aparece, loucona, achando que o agora-maduro Stackhouse vai voltar pra ela. No, no, no, Jason aprendeu a não confiar nessa gente! Ele sai correndo e vagueia pela estrada até ser salvo por Hoyt e Jessica. A ruiva dá seu sangue para Jason se recuperar, mas algo nos diz que isso vai dar merda por causa de duas coisas:

1 – Ele pode realmente estar se transformando em um homem-pantera – e terá que voltar a ver o pessoal de Hotshot
2 – Quando humanos tomam sangue de um vampiro, eles ficam sexualmente atraídos por ele. Não nos esquecemos disso! Jason e Jessica? Pode ser, hein? Será mais um golpe na relação Jess-Hoyt?

Highlights:
02’01’’ Eric doidão pegando na bunda da Sookie. “You have a cool butt”. Adoramos essa nova personalidade!
17’28’’ Eric nadando pelado sob o sol. Bônus: naked Alcide no 18’08’’. Todas adora.
23’05’’ Sam e seus instintos paternos MUITO fofos! Estamos amando essa narrativa, ainda que ela seja bem secundária.


Godric! Saudades desse vampirinho de Jesus!

Tags: , , , , , , , , ,

2 Comments For This Post

  1. Daniel Says:

    Casal J&J? Eu compro… pode ser uma história interessante pros dois. Além disso, gente bonita se pegando é sempre bom, né? E tô começando a gostar da metamorfa gatinha. Acho que vou até aprender o nome dela na série.

  2. Mari Says:

    Eu também curto a ideia do casal J&J. Agora gente, por favor alguém tira essas panteras malas da série! Tô ficando com vontade de pular as cenas dessa galerinha.

    E o bebê é tão fofim que eu não consigo comprar muito a ideia de que ele é diabólico ou whatever.

    Ô gente, também quero abraço do Alcide!

Leave a Reply

*

Pílula no Facebook

Enquanto isso, no Twitter

Arquivos

Categorias

-->

resume writing services