A A
RSS

True Blood 4×06 I wish I was the moon

por

2 de agosto de 2011

Receituário, TV

Guess who's not happy?
Guess who's not happy?

No episódio desta semana, as tramas paralelas continuam a se juntar e fazer mais sentido. Jason não vai virar pantera coisa nenhuma (adeus galerinha de Hotshot, não voltem mais, obrigada por nada)! O bebê-diabo tem alguma conexão com a comunidade negra do local (ou com espíritos afro-descendentes)! Os mexicanos, mesmo malucos, sabem o que fazem! Jessica confirma: “Vampires Rock!”. Tommy é maluco mesmo (e Sam devia ter matado ele na temporada passada). E Eric Sem Memória é a pessoa MAIS FOFA E BOAZINHA do mundo.

Bônus: diálogos cheios de “oh, snap!” e a cena que todos estávamos esperando.

Reclamação: A ala dos lobisomens está demorando a se conectar com o resto da série. Alcide só apareceu por uns 10 minutos – e de camisa!

Episódio imperdível, caros leitores. Vamos ao que interessa!

Na rua, na chuva, na fazenda
Bill pega Sookie e Eric no maior amasso no sofá da sala (por amasso, entenda-se: pegação tirando a roupa). Os dois vampiros começam a brigar e o loiro está a ponto de enfiar uma estaca no coração do ex-punk quando Sookie avisa: calma lá, ele é o seu rei. Pronto. Eric Bonzinho pede desculpas pelo que fez. Long live the King.

Bill leva o viking desmemoriado para a masmorra, não sem os protestos de Sookie, que joga umas verdades na cara dele. Mas não adianta: Bill é o rei e Sookie está banida de sua casa. Gatz, essa é uma questão entre vampiros, fique longe.

Eric, quando entra na cela, sente um cheiro de fim de feira: é a Pam apodrecendo em um canto, coitada. Ela dá um snap de realidade quando seu criador defende el rey: você é um vampiro viking invencível e odeia o Bill. Só que Eric não quer ser esse viking antigo, ele quer voltar pra casa da Sookie pra dormir de conchinha com ela, sem problemas. Awn. Mais um golpe pra Pam, que não está apenas se perdendo, mas também perdeu seu criador – para ele mesmo.

Sonoplastia: Bill abre o skype para falar com Nan Flanagan. E pede autorização para matar Eric de uma vez por todas, que é concedida. Mas ele não parece exatamente feliz com isso…

Pode vir quente que eu estou fervendo
A casa de Terry e Arlene está pegando fogo, mas eles conseguem salvar todos, mas… onde está o bebê? Do lado de fora, brincando com a boneca-vudu, todo serelepe. Sério, essa história tá ficando cada vez mais bizarra. Quando Arlene o levanta, ele vê uma moça negra de vestido amarelo acenando. Mas a ruiva não consegue ver para quem o bebê sorri.

Pela manhã, Terry está com um tatu na mão – sério – tentando acalmar sua esposa. Arlene ainda acha que os problemas estão sendo causados pelo fantasma de Renné (seu ex-noivo serial killer da primeira temporada). Foca na boneca estranha, mulher!

Andy Bellefleur pega no pé de Sam mais uma vez – as casas atingidas pelo fogo são dele – e Sam faz a melhor ameaça da noite: “olha que eu viro um doberman e como a sua cara, mermão!” #tenso. Holly acaba com a briga pedindo para Andy ajudá-la com seus móveis pesados. Os músculos tunados por V do xerife levantam a poltrona sem problemas e adivinhe quem ganhou um encontro na noite seguinte?

Sam liga e pede que Tommy abra o Merlotte’s enquanto ele cuida das casas queimadas. E promete sair correndo à noite na lua cheia com o irmão, que está muito abalado por ter matado os pais e começa a se bater na frente do espelho. E então – voilá, ele se transformou em Sam! Agora sua história desengancha, Tommy! Vejamos as cagadas que ele vai fazer.

Sam? Ou Tommy-em-pele-de-Sam?
Sam? Ou Tommy-em-pele-de-Sam?

Enquanto Lafayette e Jesus estão comendo língua de bode na casa do avô assustador do enfermeiro, Tara faz as pazes com Naomi no chão da sala de Lala. Acho digno. As duas vão tentar fazer o relacionamento dar certo, então Tara decide apresentar à amante sáfica a sua vida em Bon Temps.

No restaurante, Sookie vai pedir (mais) uma folga para resolver seus problemas, mas quem está lá é o babaca do Tommy-em-pele-de-Sam. “Não vai querer trabalhar hoje? Então está demitida”, este é o raciocínio do jovem metamorfo, adorando ser chefe.

Sem a ajuda de Sam e sem emprego, Sookie vai até a casa do irmão. Jason está algemado à cama, com medo de virar um homem-pantera. What?! Sookie, você ainda não sabe sobre a galera de Hot Shot?! Mas calma, sua irmã vai ficar com você o tempo que for necessário.

Lobos são animais coletivos
Lá pela metade do episódio, Alcide aparece com seus problemas domésticos. Debbie precisa fazer parte de um bando, por isso o chefe do grupo de lobisomens de Shrevenport está na sala, convidando-a para uma corrida sob a lua cheia mais tarde. Alcide fica puto e expulsa o cara de casa – ainda não dá pra entender muito bem essa organização política dos lobisomens, mas a gente chega lá.

Pode somar aí nessa lua cheia: lobisomens, metamorfos, homens-pantera… a floresta vai estar BOMBANDO.

The bitch is back!
Marnie está fazendo de tudo pra ser possuída por Antonia, a bruxinha espanhola da Idade Média. Anotem: tirar casquinha do machucado pode causar alucinações com vampiros-padres na época da inquisição. Na volta da viagem no tempo, Antonia possui o corpo da bibliotecária de vez. Agora sim temos um vilão à altura dos nossos vampiros!

Luis, o vampiro-xerife de Louisiana e também sobrevivente-estuprador do massacre na Idade Média, vê Marnie-Antonia pelo monitor e desce até sua cela. Antonia-bibliotecária o domina na hora. Agora já era, vampirada! Corrão.

Oh, e agora quem poderá nos defender? O México, claro. O avô de Jesus sabe o que fazer para derrotar as bruxas. Bruxas? Os problemas são os vampiros, não? Aí que se enganam…

O velho fica possuidão e pica o neto com uma cobra venenosa. E depois o tranca com o namorado na sala. “Resolva, Lafayette”, é o que o brujo-hippie-cabeludo quer. Lala começa a ver um espírito no canto da sala, que o possui (Possessão = #tendência). “Tio Lucas” faz um feitiço para tirar o veneno que corre nas veias do enfermeiro e depois sai do corpo do nosso negão favorito. É, ele tem poder! Agora tem que aprender a usar.

Relações complicadas
Jason e Sookie estão no jardim esperando pela lua cheia. Ele vai ou não vai virar um homem-pantera? “God, every time I get wrapped my head around one kind of supernatural, a new one comes along” – estamos com você, Sookie! Parem de inventar seres sobrenaturais! Fiquem com os vampiros e os lobisomens que tá bom! Quando a fada sai para pegar mais uma cerveja pro Jason – pã! – lá está a lua cheia. Jason desapareceu. Virou uma pantera? Sookie corre para a floresta, não se esquecendo da espingarda.

Jessica estava na lanchonete atendendo a mesa de Tara e Naomi – nada felizes de ter uma vampira como garçonete – quando ela ouve algo lá fora e sai correndo. É Jason, morrendo de medo de virar pantera. Ele está com roupas – o que significa que ainda não virou coisa nenhuma. A ruiva agora pode sentir toda vez que ele fica com medo e o bonitão está aterrorizado. Só que não está se transformando e sim tendo um ataque de pânico. E o que o acalma? Os peitos da Jessica. Ah, esse é o Jason que conhecemos!

Enquanto isso, Luna, a metamorfa complicada, aparece de surpresa na casa de Sam para estuprá-lo. Só que quem está lá é Tommy-em-pele-de-Sam. Ela se joga pra cima dele, que não nega fogo. Mais tarde, a Miss Peitos confessa que achava que a transa seria diferente. Luna quer sair voando como uma águia pela noite de lua cheia, mas Tommy-em-pele-de-Sam só quer que ela vá embora. Ele sabe ser grosso como ninguém e Luna sai correndo, morrendo de raiva. Depois de fechar a porta na cara da gostosa, o metamorfo-enxaqueca volta a se parecer com Tommy e desmaia. Mais tarde, é encontrado por Sam, totalmente apagado, cercado de um vômito nojento.

Tommy, o que você tem comido?!?!? Risos.

Na floresta, Sookie ainda está procurando pelo irmão. Encontra Debbie, seguida por Alcide, e resolve perguntar: comofas pra virar lobisomem, homem-pantera, esses were-qualquer coisa? Momento teleaula sobrenatural: não se vira were-qualquer coisa, se nasce. Jason está salvo, o povo de HotShot é burro demais e não sabe de nada. Sookie volta a caçar o irmão pela floresta, deixando o casal de lado.

A esta hora da noite, Jason também percebe que não vai virar coisa nenhuma. Toda aquela história de papa-pantera e mama-pantera era puro conto da carochinha de HotShot. E Jessica? Se arrepende de ser uma vampira? “Não, vampires rock!” Jason confessa que sempre se perguntou porque Sookie pegou tudo que era especial pra ela, mas hello! Esse corpão que Deus te deu é pra lá de especial, garotão! E foi a Jessica quem disse, não eu.

Rola um climinha de pegação, mas Jason foge, lembrando-se de Hoyt. E é, é melhor não contar pra ele desse rendez-vous na floresta. Tchanananananana… amor está no ar! Ou, pelo menos, tesão está no ar.

Julgamento à luz da lua
Bill está pronto para dar a Eric a morte verdadeira. O viking nem pisca, aceita seu destino. Você sabe por que está aqui, Eric? “Porque estou controlado por um feitiço maligno. E porque peguei sua namorada”. É, mas a segunda parte é “irrelevante”. Aham, a gente crê, Bill.

Eric não quer mais ser o vampiro que costumava ser e aceita sua morte. Só tem um dois pedidos: liberte a Pam, ela tá decompondo, coitada. E diga a Sookie que nasci de novo quando ela me encontrou. Deos, virou um vampiro religioso! E seu objeto de adoração é a nossa fadinha! “Now I know what it means to love”. Tocante, mas não o suficiente para fazer Bill desistir de matá-lo. Quer dizer. Durante o momento de santidade, Eric deseja que Bill e Sookie voltem a ficar juntos, porque só quer ver a felicidade dela. Awn!

Corta a cena – Tara e Naomi, relaxando do lado de fora da lanchonete. Felizes? A gente sabe que a vida não é fácil para Tara… Pam aparece para se vingar de qualquer um e as duas estão em seu caminho. Parece que a vampira, mesmo em decomposição, ainda pode colocar as presas pra fora.

De volta à floresta, Sookie ainda procura pelo irmão, mas o que ela vê é Eric! Bill o deixou ir!

FOGOS DE ARTIFÍCIO! Sexo na floresta, amigos!

Highlights
4’35” Bill e Sookie discutindo a libertação de Eric. Sooks só atacando. Oh, snap, sister!
20’16” Tommy-em-pele-de-Sam demitindo Sookie. “I don’t get why people treat you like you were so special”. Resposta que deveria ter sido dada por Sookie: “I’m the boss of this show, bitch!” Mas na série ela só fica de boas.
48’23” Discurso pré-morte de Eric. “Eu era um vampiro mau e não quero voltar a ser assim.”
58’02” Bill na varanda tomando um vinho Tru Blood, curtindo a solidão enquanto Eric e Sookie fazem o que todo mundo estava esperando. Aeee! Não é shower sex, mas é woods sex, então tá bom. Pra quem estava reclamando da falta de mamilos femininos, alegrem-se com essa cena POLÊMICA.


Bibliotecárias possuídas, Tara se fudendo mais uma vez e carnificina. É hora da limpeza de personagens?

Tags: , , , , , , , ,

1 Comments For This Post

  1. Carol Arantes Says:

    minina, surtei com esse trailer. E alguém por favor conta pra ela que é a boneca! Eric e Sookie: nada a declara-ar.

Leave a Reply

*

Pílula no Facebook

Enquanto isso, no Twitter

Arquivos

Categorias

-->

resume writing services