A A
RSS

True Blood 4×10 Burning down the house

por

31 de agosto de 2011

Receituário, TV

Nada de Tru blood: Jessica precisa de True Men.
Nada de Tru blood: Jessica precisa de True Men.

“True blood” está a duas semanas do fim. Aceitem. Depois de meados de setembro, passaremos meses lamentando a falta de tanquinhos perfeitos como o do Alcide, volúpia ruiva de Jessica e frases ‘oh, snap!’ da Pam. A galera do Team Eric e Team Bill vai ter muito o que argumentar contra e a favor de cada um deles. Mas calma: além do epi desta semana, ainda temos mais dois para amar muito tudo isso!

No décimo capítulo da temporada, finalmente Andy entra pra rehab, o triângulo Hoyt-Jessica-Jason fica mais complicado, Jesus demonstra um poder oculto, Sookie continua na dúvida se prefere Bill ou Eric e Martonia sofre uma leve crise de identidade. Ah, e ninguém mais fala do bebê-diabo – ainda bem. Let’s dig in.

Logo no início, Sookie lembra como faz pra mandar hadouken e acaba com todos os feitiços que Martonia tinha sobre Eric. A fadinha tem que aprender a controlar melhor esses poderes, né? Será que derrotar a vilã da temporada não está nas mãos de Lafayette, mas nas da heroína loira? Como não vimos a possibilidade antes? Ah, é, ela passou a maior parte da temporada pelada – ou seja: fazendo coisa melhor da vida.

Antonia fica chocada com a chacina que ela mesma começou. Mas é tarde demais para remorso: é hora de fugir! Na casa sobrenatural de Marnie, as bibliotecárias ainda estão presas pelo feitiço “protetor”. Não pega nem sinal de celular, ou seja: magia também se aperfeiçoa com o tempo. Holly, a garçonete bruxa do Merlotte’s, acha que conseguirá fazer um feitiço para derrotar Antonia. Afinal, ela é apenas uma bruxa. Mas OI, é uma bruxa que voltou à vida e está LOUCA. Chamem o Lafayette! Ninguém teve essa ideia ainda, tô dando a dica.

Martonia volta para casa com dois vampiros ainda escravizados, mas nada feliz. E tá ficando maluca, gente. Marnie e Antonia estão tendo uma briga interna de consciência, no melhor estilo Gollum-Smeagol-My-precious.

Na mansão de Bill, o rei está por aqui de Nan Flanagan. “You are not in charge anymore”, ele dispara. O rei ameaça contar pra tal de Autoridade (nunca vista antes, duvidamos se está viva mesmo) todos os problemas que a senhora Flanagan acarretou pros vampiros por causa de sua falta de visão tática. Então, é o seguinte: os dois vão achar essa necromante (Martonia) e acabar com ela, não importa como. Valeu!? Nan engole seco. Fazer o quê…

O olhar de bicho morto do Eric desmemoriado foi embora e toda aquela sabedoria viking está de volta! Mas Sookie já havia percebido na semana passada que ela gosta dos dois, Bill e Eric, igualmente. E agora, o que fazer? Antes que essa história se pareça demais com Crepúsculo, Pam (ainda apodrecendo, mas com a cara intacta e linda) entra na sala e chora de alegria ao ver seu criador de volta. Tadinha, ela estava precisando de umas alegrias. Só que Eric não é o mesmo de antes (suspense no ar).

Os vampiros vão se envolver em correntes de prata mais um dia e depois vão queimar a casa de Marnie com todo mundo dentro. O fogo já a matou lá na Idade Média e vai matar de novo, não é mesmo? Só que Tara e as bibliotecárias (olha só, um bom nome de banda, hein?) também estarão lá dentro. Lá vai Sookie sair da casa de Bill mais uma vez – a gente sabe que a fadinha não gosta de ficar de fora de uma confusão e não vai escapar dessa – de novo.

O amor é essa coisa complicada
Tommy está sofrendo com as pancadas que levou dos lobisomens inimigos de Sam. Só que ele não está só com os ossos quebrados, está totalmente quebrado, alma inclusive, por ter se transformado em Sam de novo E ter apanhado pra caramba. Ele pede que Alcide o leve para casa. Que casa? O Merlotte’s. Sério, esse menino é irritante, mas ainda existe espaço no coração para amá-lo, mesmo sendo tão burro e egoísta. E irritante. Alcide fica carregando Tommy de um lado pro outro. Bem, ele é o cara mais legal da série, fim.

Sam encontra o irmão na lanchonete, a tempo de um discurso choroso sobre a existência ou não de um céu. Não fiquei comovida com a morte do metamorfo-skinwalker. Foi feio e bizarro. Mas pelo menos o menino se sentiu culpado pelas trapalhadas todas.

Só que agora começa a VINGANÇA! Sam vai caçar Marcus Bozeman, o chefe dos lobisomens, e matá-lo. E Alcidão está do seu lado!

Enquanto isso, na caçamba mais próxima… Jason se recompõe do sexo selvagem com Jessica e quer picar a mula da história. Hoyt é como se fosse seu irmão e não dá pra trair a amizade assim. Quer dizer. Não dá pra trair MAIS a amizade. A solução é ser glamurizado para esquecer o que fez. Só que, né? E a culpa da Jessica? Ela fica puta e lida com a situação como uma boa mulherzinha: “I’m gonna find someone to eat” – gotta love that girl.

Na manhã seguinte, Hoyt vai visitar Jason – oi, ele bebeu uma cerveja no café da manhã e vai tomar outra de brunch. As coisas não estão boas. O grandão sente falta de Jessica. Muita. Ai, que dó… não dou conta de homem chorando. Homem lindo, então… E Jason lá, todo culpas.

Arlene e Terry descobrem um frasquinho de sangue de vampiro nas coisas de Andy. E agora cozinheiro #2 do Merlotte’s vai resolver as coisas do jeito Bellefleur de resolver as coisas: ir pra casa da árvore da infância deles pra uma detox. Mas não é só conversinha de criança, vai rolar um… DUELO? Oi? Não, eles só vão atirar em latas. Adorei a atitude de Terry, só isso pra acabar com a palhaçada do xerife de Bon Temps.

Marcus vai até a casa de Debbie procurando por Alcide e acaba achando um ~sofá da sedução~. Gente, quem troca o Alcidão por um cabeludo baixinho estranho de cavanhaque!? Tá tudo errado nesse núcleo da série.

Enquanto isso, nosso lobisdômem vai até a oficina de Marcus e encontra só um dos grandões que ajudaram a bater em Tommy. Bad Sam entra em ação e dá umas pancadinhas no cara só pra não sair de mãos vazias.

Andy tenta provar que o V o faz ser uma pessoa melhor – errando os tiros nas latinhas de pomarola. Só que ele não acerta uma, é claro. Os dois primos lavam a roupa suja dos velhos tempos, o que é meio perigoso quando se tem armas nas mãos. Ainda bem que eles escolheram usar os punhos. Andy vai sair dessa e a gente nem vai lembrar dessa storyline chata na próxima temporada. Lado bom: curtir a atuação de Todd Lowe (Terry), que sempre aparece tão pouco…

Todo mundo está tramando algo
Jason vai até a casa de Sookie para dar um tempo de Hoyt. Mas a irmãzinha precisa de ajuda…  e quem melhor pra acabar com a  confusão bruxas versus vampiros?! LAFAYETTE! Até que enfim!

– uma pausa para refletir que roupa é essa que Lala está usando: shorte largadão tye-dye, regata preta apertadinha, meias neon até a canela e pantufas? O cozinheiro-médium já viveu dias melhores –

Lala: melhor errar ousando do que pecar pela mediocridade? #existencialismofashion
Lala: melhor errar ousando do que pecar pela mediocridade? #existencialismofashion

Lafayette não vai deixar os vampiros explodirem a Tara, então ele e Jesus estão no barco para ajudar. O enfermeiro, aparentemente, conhece Marnie melhor do que os outros e se oferece para chegar até ela – o brujo está convencido de que o problema é o espírito de Antonia que está possuindo-a. Mas será mesmo que a culpa é da Antonia? Hmmmm

Enquanto isso, no outro quarto, Antonia e Marnie estão tendo uma discussão sobrenatural. Antonia não gostou nada da matança, já Marnie… está megafeliz com os feitos da noite anterior.

Conhecemos mais sobre a espanhola: ela só começou a praticar necromancia para salvar sua vila das doenças. Já a Tia Petúnia Marnie quer vingança! E pior: conseguiu convencer Antonia a ir para o lado negro da necromancia. Ou seja: Antonia é a boazinha da história e Marnie é má, muito má. Jesus está errado e o plano da Sookie vai naufragar.

A gangue Jesus, Lafayette, Sookie e Jason vai até a rua onde fica a lojinha de Marnie. Tudo está vazio por conta do feitiço de proteção. O brujo acha que vai conseguir falar com a bibliotecária-chefe do mesmo jeito que falou com Mavis, a nega maluca do bebê (ainda bem que essa história acabou semana passada!). Mas ele não sabe que Marnie é que está dando as cartas da história… Jesus quase queima na barreira protetora que rodeia a casa e a bruxa o desafia a passar por ela para se juntar à sua galerinha animada. Surpresa! Quando ele está passando e a gente acha que ele vai morrer, uma máscara nariguda (mexicana? Um demônio amigo?) cobre o rosto de Jesus e o ajuda a passar pelo feitiço. Ufa.

Dentro da loja, Antonia se abre para Jesus e quer que ele e Lafayette se juntem ao grupo para combater os vampiros. Só que, né? Melhor não. O que Jesus quer é falar com Marnie. Assim que Antonia se afasta do corpo da bibliotecária-chefe, Jesus vê que Marnie está adoraaaando esse poder novo conferido pelo espírito espanhol. Jesus quase não consegue esconder o tanto que ele acha tudo terrível, hahaha.

No cômodo ao lado, Tara e Holly conjuram um feitiço para se libertarem da loja. Quaaaase conseguem e Sookie, Lafayette e Jason correm atrás delas para encontrá-las. Só que o combo “Martonia” chega antes e teletransporta todo mundo pra outro lugar. Só Jason fica do lado de fora – e agora?!

Atemporais: A gangue vampírica adotou um visu meio ficção científica 1999/2000.
Atemporais: A gangue vampírica adotou um visu meio ficção científica 1999/2000.

Eric, Bill, Pam e Jessica em conjuntinhos Black-leather-Matrix estão juntos para acabar com essa palhaçada de bruxaria. BURN BURN BURN! E aí… sim, o episódio acabou.

Highlight
31’32” Vampiros esperando para agir contra as bruxas! Nan Flanagan está parecendo a Rainha de Copas em Alice no País das Maravilhas: True Death to You! And to you too!

Este episódio não produziu mais highlights. Todo mundo ficou de roupas e a Pam não teve falas legais o suficiente. Esperamos que isso seja corrigido nos próximos dois capítulos.


Essa promo não disse NADA. Mas parece que o próximo epi vai ser legal!

Tags: , , , , , , , , ,

Leave a Reply

*

Pílula no Facebook

Enquanto isso, no Twitter

Arquivos

Categorias

-->

resume writing services