A A
RSS

True Blood 4×12 And when I die

por

15 de setembro de 2011

Receituário, TV

Vade retro, Satanás-do-Jesus!
Vade retro, Satanás-do-Jesus!

Gente, que episódio, hein?

Se o último se pareceu com uma despedida que fechava diversas histórias, este só serviu pra nos deixar mega ansiosos pela próxima temporada! Muitos fios narrativos foram fechados, metade do elenco morreu (ok, menos que isso, mas um tanto de gente) e personagens voltaram do além (alguns literalmente) e prometem chacoalhar a quinta temporada – que só começa ano que vem, aaaah! Achei maldade.

Mas vamos aos FATOS:

Na semana passada, o espírito de Marnie possuiu Lafayette durante a noite. Ao acordar, a estratégia de Lafarnie (curtiram o apelido?) foi ficar quieta e fazer a misteriosa para Jesus. Alguns diriam que ela falava com o enfermeiro na linguagem dos ~golfinhos~, mas enfim. Oscar de atuação pro Nelsan Ellis, que virou OUTRA PESSOA quando “recebeu” o espírito de Marnie. Vale lembrar que o ator é hétero na vida real. Clap clap clap.

Enfim, quando Jesus finalmente percebe que Lala não é ele mesmo, Lafarnie engarfa a mão do enfermeiro. Ui, deve ter doído… E que garfo afiado era esse. Com certeza não era importado da China.

Amarrado a uma cadeira (como a Marnie teve forças pra fazer isso!? Não sabemos. Ok, Lafayette é forte, mas um garfinho contra JESUS, né?), o brujo tenta jogar a psicologia barata pra cima da bruxa, mas ela tem o corpo de Lafayette agora – e achou uma faca gigante na cozinha. Lala tenta lutar contra o espírito que o possui, mas é ameaçado com a peixeira. Marnie quer a mágica mexicana do brujo pra ela. Má como, mulé?

Lafarnie faz um terceiro olho indiano com o sangue de Jesus tem poder e exige o poder de seu refém. O enfermeiro estremelica da cadeira, fala umas coisas sem sentido e o demônio bizarro aparece em sua cara. E aí, pã, Lafarnie esfaqueia Jesus e lambe o sangue do brujo. Bizaaaaarro. Já era, agora Manie tem o corpo lindo e forte de Lala e o poder demoníaco de Jesus. E o latin boy está muerto.

Sim, Jesus morreu. Let’s get over him, Marnie está loucona e quer acabar com os vamps.

Voltemos a ter uma vida normal (?!?!)
Sookie tenta voltar à rotina, só que a visão perturbadora da avó morta na cozinha (lembram? Primeira temporada) a assombra. Tara está dormindo em sua casa (a namorada legal se foi para sempre?! Acho que sim. RIP Naomi, ainda que você nem esteja morta) e tenta colocar um senso na cabeça da menina. Elas acabam tendo lindas lembranças da infância e fazem planos de ficar velhinhas, cheias de netos. Utopia? Sim, não tem dessa de vida normal em Bon Temps. #sorrybitches

Sam e Maxine Fortenberry visitam a cova de Tommy (já foi tarde). O problema é que a mulher é muito louca e, por um raciocínio bizarro, chegou à conclusão de que ela agora também é mãe do metamorfo. Oi?!!?!?!? Terapia, pelo amor de Deus! Depois que a velhota vai embora, Luna e Emma aparecem para abraçar Sam. Awn, família feliz.

Dica: melhor contar pro seu melhor amigo que transou com a namorada dele quando o cara não estiver carregando uma serra elétrica. Ok, com a serra de Hoyt no chão, Jason arruma coragem pra dizer que transou com Jessica. E…. Ai, que dóoooooo do Hoyt! Jason culpa o sangue da ruiva por ter ficado louco por ela, mas o traído (bom, tecnicamente o casal já tinha terminado) não quer saber: Jason tinha uma escolha. Socos, chutes, sangue derramado e lagriminhas. Nessa disputa, nenhum dos dois saiu ganhando, mas só Hoyt distribuiu porrada.

Zombies are the new Vampires 
Arlene e Terry estão se divertindo super com o Halloween (que calha de ser hoje), mas Sookie não está com humor pra brincadeiras, principalmente depois de relembrar a avó morta no chão de sua cozinha.

Lendo os pensamentos da garçonete über-ruiva, Sookie descobre que Tommy morreu (já foi tarde²) e vai tentar consolar Sam. Um abraço e… pronto, Sookie tem o emprego de volta (Tommy-em-pele-de-Sam havia demitido a garota) e ainda tem que vestir uma fantasia de Halloween. Alguém me arruma um chefe que nem ele, por favor?! É o cara que mais perdoa NO MUNDO!

Sam apresenta Emma aos filhos de Arlene. “Ou eu vou ser uma metamorfa como mamãe ou uma lobisomem como meu pai. Ele está morto” – ah, essas crianças de hoje em dia, tão… tão…

Opa, personagem novo na área: Henry doente da Terry sargento Patrick Devons, amigo de Terry dos tempos da guerra. Mas o amigo não parece ser a melhor das presenças para o cozinheiro número 2 do Merlotte’s. Aparentemente, Terry salvou a vida do cara umas duas vezes, mas jamais mencionou algo para a esposa.

Ok, Joe, vamos lá de novo. Tenta atuar: 1, 2 e...
Ok, Joe, vamos lá de novo. Tenta atuar: 1, 2 e...

O trabalho de Sookie no Merlotte’s inclui bater papo com Joe Manganiello, o Alcide, no canto do bar. O grandão quer voltar a ser amigo dela. Bom, na verdade, ele não quer ser amigo. Uuuuuuuuh. Todos querem a perereca dourada de Sookie Stackhouse. Só que ela não tá pensando em cruzar com lobos no momento. Ela ainda ama Eric e Bill (em igual medida? Será? Sophie’s Choice, hein?).

Holly decidiu que era apropriado se vestir de fada para o Halloween. Oi, uma mulher com seus passados 30 anos usando maiô rosa e asas?! I don’t think so. Mas ela adultifica a fantasia acendendo um baseado (ah, séries da HBO, gotta love you).

A fada-fake dá uma lição sobre o que é o Samheinzzzzzzzz… Com sorte, Tara aparece com a notícia de que Marnie está de volta usando o corpo de Lafayette e Jesus está morto.

Se Bill ou Eric não respondem o telefone, pelo menos há Holly e seu “Wiccan first-aid kit”. Onde estão os dois vampiros?! Sem camisa, no jardim do rei de Luisiana, amarrados em correntes – de novo, como a Lafarnie tá fazendo isso!? Além de poderes demoníacos estremeliquentos e uma máscara feia ela também ganhou velocidade supersônica e força sobrehumana pra conseguir vencer os vampiros?! Nada disso foi explicado hora nenhuma.

Sooks, Holly e Tara aparecem e encontram os vampiros amarrados.  O discurso de Marnie é o mesmo “Me mataram, blabla vingança, bla bla bla, vamos queimar essa galera do mal!” de sempre. Enquanto Holly tenta fazer um círculo wicca, Sookie manda o hadouken de luz pra cima de Lala, mas o que ele faz é “despertar” o demônio feio com piercing (ok, piercing é bondade minha: osso atravessado nas narinas), lingua bifurcada e pele colorida.

Vampiro queima?! Essa é nova pra mim. Se bem que, amarrados em correntes de prata, eles não conseguem se curar. Ok, fim deste momento de reflexão.

As três mulheres se juntam para falar umas palavras mágicas e fazem os espíritos do cemitério próximo saírem das covas (Eric e Bill continuam queimando). Bônus: além dos espíritos do cemitério, Antonia voltou! Adele (avó de Sookie) também! As duas se unem para tirar Marnie do corpo de Lafayette – ufa, essa parte já foi – e tentam convencer a bibliotecária maluca a deixar as raivas passadas pra lá.

Foi ótimo ver “Gran” de volta, ainda que ela esteja usando um camisolão de dormir que não favorece suas formas. Os espíritos foram embora e Lafayette voltou. Fim? “We are feeling a little crispy out here”, grita Eric. Ah, é, melhor desamarrá-los. Risos.

A série é tão maluca que a gente quase acredita que chapeuzinho vermelho está viva (já esteve algum dia?) correndo pela floresta. Mas ok, é Jessica, usando sua lingerie vermelha da sedução. Uuuuuuuuh, essa é pra vocês, meninos! No meio do sexonosofá, Jess aparece com a conversa “não quero ser sua namorada, vamos só ter uma amizade colorida”. Jason tá meio assim, mas ele é escolado nessa coisa de no strings attached: ok,  let’s do it!

O que podemos esperar para a próxima temporada
Arlene reclama enquanto tira o lixo pra fora no Merlotte’s e… o-ou! Adele e Antonia não foram os únicos espíritos que voltaram! Renné, o serial killer da primeira temporada também resolveu dar uma passadinha pelo mundo dos vivos. Mas não quer arrastar o pé dela da cama: ele apareceu pra plantar a semente da dúvida quanto ao passado de Terry (aparentemente, o cara encontrou fantasmas do passado do cozinheiro no além – ??). Tomara que essa trama não fique muito chata.

Em Fangtasia, Pam tem uma crise existencial ferrada: ela odeia Sookie e o fato de a fada ter tirado seu Eric dela. Gente, ela tem toda razão. A fada tem uma boa inimiga vampírica pra enfrentar na próxima temporada.

Corta a cena:

Bill e Eric chupando o sangue de Sookie – o mais próximo de menáge que veremos fora dos sonhos da loira? Começa a rolar um clima de romance entre os três… Aí ela resolve decidir as coisas. Por um momento, achamos que ela escolheu Bill, em outro, parece que ela escolheu Eric. Mas a gente já leu essas histórias sobre amores triangulares. Ela vai deixar os dois. E é isso. OU SERÁ QUE NÃO? Vai sobrar pro Alcide? Não seria uma troca tão horrível.

Lala tenta dormir, mas Jesus aparece para lhe dar um tchauzinho. Ah, que fofo. Ele se foi mesmo, o que é uma pena, mas pelo menos a série se abriu para novos personagens – e chega de bruxas!!!! (tema da vitória!)

Andy aparece no fim do turno de Holly para lhe entregar flores e pedir desculpas. Ele conta tudo sobre a vida das drogas e tenta reconquistá-la. Quê isso, agora é o Andy que está on fire? Primeiro a fada na floresta, agora a wicca no estacionamento? Ele merece, ele merece.

Não perca: ano que vem…
Luna e Sam estão lindos como um casal. Podem ficar juntos pra sempre, vocês têm a nossa bênção.  Mas, ops, um lobisomem apareceu das sombras assim que a metamorfa saiu da casa de Sam com a filha. Peraí, Marcus não estava morto? PÃ.

Jess está levando a sério essa coisa de não-relacionamento. Nada de conchinha, depois do sexo é hora de ir pra casa. Mas os dois estão muito in love, ou com muito tesão, sei lá. Quando Jessica sai da casa, alguém mais aparece na casa de Jason. Reverendo Nolan (daquela igreja contra vampiros, a Sociedade do Sol) agora é um vampiiiiro! E curtiu ver a figura nua de Jason à porta. PÃ.

Alcide recebe a ligação de um construtor que teve um buraco cavado na garagem de seu prédio. As suspeitas? RUSSEL EDGINGTON está de volta! Ele não apareceu de verdade, mas a gente sabe que é ele. PÃ.

Bad Bill: ex-punk e El Rey.
Bad Bill: ex-punk e El Rey.

Nan Flanagan aparece na casa de Bill – para encontrar Eric com ele (agora os dois são BFFs). Ela foi “demitida” pela Autoridade e seu último trabalho era matar os dois – mas ela sugere que eles levantem um motim contra o regime e se alimentem de Sookie (sim, ela descobriu que a garçonete é uma fada. “Microwave fingers” é como ela chama o hadouken fadal). Só que não, desculpe, querida. Eric mata os snipers que entraram com a ex-política e Bill mete uma estaca em seu coração. Alguém vai ter que limpar o carpete. PÃ.

Sookie chega em casa e ouve a televisão ligada. Ela acha que é Tara, mas é Debbie, com uma espingarda na mão. Tara ouve os gritos da cozinha e pula na frente da fada – e é atingida na cabeça. Já era, chuchu. Sookie ainda tem forças para pular em cima da loba e atirar nela (sem antes uma hesitação). Ela, então, volta-se para a amiga e a abraça. A poça de sangue em volta das duas. Na cozinha, no mesmo lugar onde sua avó morreu. PÃ.

Tara morreu mesmo? Alguém vai ouvir os gritos desesperados de Sookie? Alguma chance da sista’ virar um zumbi?

A resposta, amigos, só ano que vem… foi ótimo escrever esses recaps, espero que tenham se divertido também 🙂

Highlights:
10’35” Quando o cara traído pergunta COMO o “amigo” transou com a mulher, o que ele quer saber é “como isso foi acontecer” e não “em que posições vocês transaram”. Ai, Jason, como não amar sua burrice?
17’44” “You can’t trade magic like fucking pokémon cards! I will gladly give you the shit inside of me”
26’47” Pira Vampiral! Amo os dois brigando por coisas estúpidas. “I liked you better when you were brain dammaged” – discordamos: a gente prefere o Mean Eric, Bill.
35’51” Sexxxy Jess para animar a ala de leitores que curte mulheres! Mais pra frente rola um sexo no sofá que também pode agradar aos que gostam de olhar pro Jason (mas é a ruiva que rouba a cena).
38’50” “I’m so over Sookie and her precious fairy vagina and her unbelievably stupid name. FUCK SOOKIE!” – Pam e a melhor fala da série inteira!

Tags: , , , , , , , , , , ,

2 Comments For This Post

  1. Guerrinha Says:

    Ótimo recap, Lívia!

    Ma que temporada sem vergonha, hein? E aquele bebê-diabo? Botou fogo na casa e ninguém falou mais nada a respeito. A Tara apareceu nessa temporada só pra levar o pipoco mesmo. Entrou de sapa na história. Tu-dum-dish!
    Tretas e mais tretas com lobisomens e seus incríveis poderes de… trocar a cor dos olhos? E a Mornie? [não, não foi um erro de digitação] Vilãozinho mais sem graça de todos os tempos. Fadas que não dão ibope, lobisomens que não viram lobo, possessão fajuta e bebê-capeta. Parece que nada deu certo.

    A coisa mais ousada da série foi realmente terem aumentado o cachê da Deborah Ann Woll para rolar um topless no último episódio.

  2. FeZinha Says:

    Ansiosa, eu?? Imagine, so estou louca pra que chegue 2012 e ver a nova temporada de True Blood!!!

Leave a Reply

*

Pílula no Facebook

Enquanto isso, no Twitter

Arquivos

Categorias

-->

resume writing services