A A
RSS

The Walking Dead 02×02 – Bloodletting

por

27 de outubro de 2011

Receituário, TV

Bloodletting começa com um flashback de um tempo em que as pessoas ainda tomavam seus cafés e esperavam seus filhos saírem da escola. Na cena, Shane aparece e conta a Lori a notícia de que Rick havia levado um tiro e estava no hospital. Isso serve apenas para inverter os papéis e mostrar o quanto Rick é um sujeito calmo e controlado, pois na sequência vemos o protagonista correndo com o filho baleado nos braços e sem qualquer traço de rancor contra o atirador, Otis.

Rick: "Never gonna give you up..."
Rick: "Never gonna give you up..."

Rick chega à fazenda de Hershel, um amish veterinário, que tenta salvar o garoto. O velho percebe (sabe-se lá como) que a bala se fragmentou em 6 pedaços e, para removê-los, vai precisar de um respirador e acessórios. Grimes, que tem o mesmo tipo sanguíneo do filho, precisa ficar por perto, portanto Shane e Otis vão até a escola mais próxima para descolar o kit. Enquanto isso, na estrada, Dale joga conversa fora com T-Dog, que tem o braço rasgado e começa a ter uma bad trip do tipo “É porque eu sou preto!”, mas é apenas a febre falando. No meio da mata, Lori e o grupo restante enrolam a trama um pouco mais e torcem por menos tempo na tela, mas um zumbi aparece e tenta atacar Andrea. Bem na hora, surge Maggie (filha de Hershel) a cavalo, que acerta o morto-vivo com um taco de beisebol, leva Lori e indica o caminho da fazenda aos demais.

Um dia tudo isso será seu.
Um dia tudo isso será seu.

Enquanto aguardam os suprimentos médicos, Rick e Hershel conversam sobre a fazenda, um oásis no fim do mundo, e a possibilidade de cura para a praga. Lori chega com Maggie e descobre que o fazendeiro é um veterinário e que o risco é alto. O grupo que se separou está agora na estrada, mas precisa ficar lá caso Sophia apareça. Apesar de todo o conforto, comida e descanso que os espera, apenas Glenn e T-Dog, que precisa de cuidados médicos, vão para a fazenda. Na escola, Shane e o gordo Otis (contrariando a regra número 1 de Zumbilândia) passam aperto e suam (já que os zumbis perderam o olfato) para entrar e sair da escola cercada por mortos vivos, mas se encontram encurralados na saída.

Apontando a arma pra direção oposta.
Apontando a arma pra direção oposta.

Apesar do ritmo fraco (que rendeu um monte de diálogos desnecessários) e comparando com a quantidade de furos do episódio anterior, esse já é uma evolução. Com os novos personagens em cena, a série fica agora sem desculpas para tanta enrolação.

Tags: , , ,

Leave a Reply

*

Pílula no Facebook

Enquanto isso, no Twitter

Arquivos

Categorias

-->

resume writing services