Mario x Peta

Nossa avaliação

A PETA, agência defensoras dos animais, começou recentemente uma nova campanha que tem como alvo o mascote da Nintendo, o encanador Mario.
A agência alega que o fato do Mario utilizar uma roupa de Tanuki (uma espécie de guaxinim japonês) em seu novo game, “Super Mario 3D Land”, para Nintendo 3DS, está induzindo e corroborando com a ideia de que matar os tanukis para retirar suas peles é uma coisa legal, atrocidade essa que acontece no Japão.

A PETA chegou a produzir um jogo chamado Mario Kills Tanooks para auxiliar na campanha. Mas, poxa vida, o jogo que era para ser contra o uso das roupas de guaxinins nos jogos do Mario é mais forte do que os próprios jogos. Uma ideia completamente ilógica. Pelo menos o jogo é divertido.

Em resposta a Nintendo afirmou que isso não é uma afronta às leis defensoras dos animais, explicando que no game Mario utiliza roupa de pinguim, sapo e até mesmo um robô gigante e que esse tipo de transformações deixam o jogo mais divertido e mais dinâmico.

Se lembrarmos, desde a década de 90 com o jogo “Super Mario Bros. 3”, para NES, são utilizados esses uniformes e desde então o personagem já se vestiu de uma porrada de coisas (o que realmente deixa o jogo mais divertido): fantasma, pedra, nuvem, super-herói, dentre outros. Se for seguir essa a mesma lógica da PETA, logo vão impedir que o Mario pise em tartarugas, pegue moedas do chão – pois isso pode ser considerado roubo ou antiético – e que pare de comer cogumelos – já que vai estar induzindo as crianças a usarem drogas.

Às vezes tem um pessoal que exagera um bocado com as ideias. Não é?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • A gente
  • Home
  • Retro
  • Homeopatia
  • Overdose
  • Plantão
  • Receituário
  • Ressonância
  • Sem categoria
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009