1ª Pilulista de Séries – 2011

Esse ano resolvemos fazer uma coisa diferente. Desde o site novo, começamos a publicar por aqui notícias e recaps de séries e agora o assunto já tomou boa parte da pauta. E não é para menos. Talvez devido ao esvaziamento dos cinemas, os seriados vêm ganhando o mesmo status das grandes produções de Hollywood. Hoje temos pilotos com custos milionários (como Lost) e produções apadrinhadas por fodões como Martin Scorsese (Boardwalk Empire), Bryan Singer (House) e Frank Darabont (The Walking Dead) são reflexo da força do novo formato. E diretores de currículo basicamente de séries, como o ilustre J. J. Abrams (Lost, Alias, Felicity e Fringe) ou Aaron Sorkin (The West Wing e Studio 60 on Sunset Strip) encontraram ali um atalho para o sucesso na tela grande. Com todo esse holofote, nada mais natural que a categoria ganhe também sua listinha de fim de ano. Eis as de 2011:

5º lugar: Homeland
A novidade da Showtime chegou bombando e ofuscando Dexter, a série veterana da emissora que trouxe uma temporada cheia de altos e baixos. Em Homeland, Claire Daines é Carrie Mathison, uma agente da CIA especializada em terrorismo em uma cruzada quase solitária (e às vezes paranóica) contra um inimigo oculto do seu país, que ela suspeita ser o ex-prisioneiro de guerra Nicholas Brody (Damien Lewis). Enquanto tentamos descobrir para quem devemos torcer na história, a trama questiona a paranoia e o terrorismo.

 

4º lugar: Modern Family
Sem mexer no time que já está ganhando (especialmente prêmios), a comédia em formato de falso documentário vai para o seu terceiro ano com três indicações para o Globo de Ouro (empatando, em número com séries como Homeland e Boardwalk Empire): atriz e ator coadjuvantes para Sofia Vergara e Eric Stonestreet, respectivamente, e melhor série de comédia ou musical. Fique com os erros de gravação da temporada anterior:

 

3º lugar: Breaking Bad
Em um ano sem Mad Men e com uma temporada de The Walking Dead tão fraquinha, Breaking Bad é a droga perfeita da AMC. A dupla de traficantes da melhor meta-anfetamina de Albuquerque continua fornecendo suspense, tensão e desastre na medida certa. Veja a prévia do season finale.

 

2º lugar: Boardwalk Empire
Com diálogos sensacionais, a segunda temporada mostrou a ascensão e queda de James Darmody. Personagens ganharam mais profundidade, mas nem por isso foram poupados pela trama, que às vezes beirava uma tragédia grega modernizada. Se a assinatura de Scorsese atraiu a atenção em seu momento inicial, essa temporada foi a consolidação da série como um dos melhores shows da atualidade.

 

 

1º lugar: Game of Thrones
Game of Thrones ganhou de lavada da concorrência. Em sua temporada de estreia, essa mistura de fantasia de Senhor dos Anéis com as putarias e estratégias de tomada de poder de Roma (também da HBO) arrebanhou fãs, provocou a antecipação do lançamento do terceiro livro e fez com que as livrarias lotassem as prateleiras com as volumosas obras originais. Tudo que se ouvia pelas redes sociais, quando o inverno chegou e a primeira temporada acabou, era a longa espera até a próxima que se inicia em fevereiro. Fique com o trailer da aguardada nova temporada.

Veja a votação de cada colaborador do Pílula »

3 Comments

  • Daniel Oliveira
    On 31 de dezembro de 2011 18:39

    Yay Homeland! E SONHO com o dia em que Happy Endings vai bombar tanto quanto merece =)

  • Guerrinha
    On 1 de janeiro de 2012 14:48

    Graças ao meu atraso na publicação do post, acabei dando uma conferida no Homeland e American Horror Story, que entraram na minha lista. Infelizmente AHS não teve o devido reconhecimento, mas aposto que em uma próxima lista essa história muda.

  • Lígia
    On 2 de janeiro de 2012 1:05

    lista linda, gente. só acho que modern family tem caído um pouco. ou então community é tão boa que acabou ofuscando todas as outras séries de comédia. e fiz uma maratona parks and recreation essa semana e tô achando melhor que modern family também.
    a próxima da minha lista de séries para ver é breaking bad. não vi ainda e eu sei que é motivo pra me envergonhar. :/
    daniel, ouvi mais gente falando bem de happy endings. vi o primeiro episódio, mas achei que fosse mais uma série sobre 5 ou 6 amigos com 30 e poucos anos e fiquei com preguiça. acho que vou dar mais uma chance.

Leave a comment

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.