A A
RSS

The Walking Dead 02×07 – Pretty Much Dead Already

por

1 de dezembro de 2011

Receituário, TV

Sim, depois de muita enrolação e roteiros cheios de furos, chega o midseason finale e teremos um descanso de dois meses até a volta dos cambaleantes zumbis. Esse último episódio vem carregando mais um bocado de falhas, mas, ao contrário dos outros, alguma coisa acontece. Glenn abre o jogo sobre o conteúdo do celeiro e Shane se coloca a favor de abrir e acabar com os inquilinos-surpresa. Rick só quer um lugar para Lori ter seu filho (seja quem for o pai) e Hershel acha que já tem gente demais (e nisso ele inclui os mortos-vivos) na sua fazendinha e quer botar o grupo inteiro pra correr. Estenda esse impasse até os últimos 10 minutos do episódio, feche com Shane apelando, abrindo as portas, distribuindo balas e… voilá! Terminei meu recap mais cedo.

"Quanto mais roteiro, mais furos. Quanto mais furos, menos roteiro. Quanto mais roteiro... menos roteiro?"
"Quanto mais roteiro, mais furos. Quanto mais furos, menos roteiro. Quanto mais roteiro... menos roteiro?"

Ok, se a série se dá ao direito de se arrastar, esse recap também pode. Shane não apenas quer meter bala nos errantes, como também acha (assim como todos os espectadores) a maior bobagem essa história de procurar a Sophia. Daryl fica puto e se dispõe a procurar a menina sozinho, embora Carol já tenha perdido as esperanças. Glenn, em mais uma rodada de discussões de relacionamentos com Maggie, continua pagando de trouxa bonzinho até o ponto de precisar pegar o chapéu de turista com Dale. O velho, enciumado com o caso de Andrea com Shane, resolve esconder as armas do ex-policial. Enquanto isso, Rick implora a Hershel que reconsidere o despejo e usa o velho trunfo da esposa grávida para convencê-lo. Maggie também está do lado do grupo e usa o velho trunfo da citação bíblica para convencê-lo.

Com tanto golpe baixo, o velho cede e topa abrigar o grupo por tempo indeterminado, desde que eles aprendam a conviver com os errantes. Para demonstrar isso, Rick deve começar conduzindo um par de zumbis ao celeiro. Na mata, Carol e Daryl continua em sua busca, mas a coisa toda parece um grande flerte entre os dois. Por falar em flerte, o desesperado Glenn continua tentando ganhar de volta a simpatia de Maggie e, por fim (como esperado), ele a faz entender que ele só contou tudo por estar preocupado com sua segurança. O trote de Dale não dura muito e Shane o confronta tomando as armas de volta. Novamente nos perguntamos: “Qual foi o propósito disso mesmo?”

"Vou soprar e soprar, até sua casa derrubar!"
"Vou soprar e soprar, até sua casa derrubar!"

Enquanto distribui as armas para o grupo, Rick e Hershel aparecem com os zumbis encoleirados, que são os primeiros a receber pipocos. Não satisfeito, Shane abre as portas do celeiro. Um a um, os mortos-vivos aparecem e são derrubados até que uma dúzia de corpos esteja no chão. A musiquinha dramática é pra gente se sentir incomodado com o ato de fúria, mas não surte efeito nenhum. Quando tudo parece ter acabado, faz-se o silêncio, toca uma musiquinha de suspense e, por fim, Sophia, a filha de Carol, aparece para deixar todo mundo espantado (not!) e levar um único disparo de Rick. Todo mundo se vira para Hershel e fala, em uníssono: “Se você sabia que estávamos procurando uma garotinha e colocou alguém com a mesma descrição no celeiro, por que não avisou logo, velho lazarento?” Bem, isso foi o que certamente aconteceu, mas só vai aparecer na versão para DVD.

The Walking Dead entra em recesso de dois meses sem deixar qualquer anisedade de novos episódios. Que sejam dois meses de reelaboração para evitar roteiros fracos como foram esses sete: narrativas sem qualquer traço do ritmo e densidade vistos na primeira temporada.

Let the bodies hit the floor.
Let the bodies hit the floor.

Tags: , ,

Leave a Reply

*

Pílula no Facebook

Enquanto isso, no Twitter

Arquivos

Categorias

-->

resume writing services