A A
RSS

12 filmes para antes que o mundo acabe

por

9 de janeiro de 2012

Cinema, Overdose

2012 está aí, o mundo vai acabar e um bom investimento antes que tudo vá para os ares pode ser no ingresso de cinema. É claro que temos bombas anunciadas, como sempre, mas alguns filmes prometem fazer o possível último ano cinematográfico (e último ano de qualquer coisa) valer a pena. Alguns dos filmes mais aguardados para estrear no Brasil já saíram lá fora, como “Hugo” (que nós até já vimos), “Tintim”, “Drive” (já vimos também!), “Um Método Perigoso”. Por isso, a lista vai se concentrar em produções que ainda não foram lançados em lugar nenhum e, por isso, não temos a mínima ideia se o resultado vai conseguir cumprir tudo aquilo que prometem.

O Hobbit – Uma Jornada Inesperada

Vamos tirar logo os grandes da frente. Tolkien + Peter Jackson = sucesso. Pelo menos foi assim com a já clássica trilogia de filmes “O Senhor dos Anéis”. Após anos de um imbróglio econômico e de direitos envolvendo Jackson, a New Line, a MGM e Guillermo del Toro, a primeira parte da adaptação do prelúdio da saga de Frodo e sua Sociedade do Anel chega aos cinemas em dezembro. Primeiro Jackson não estava envolvido por causa de seu processo em que acusava a New Line de não repassar a parte dos lucros aos quais ele tinha direito pela trilogia cinematográfica. Depois, já com as partes acertadas e a pré-produção iniciada com a direção de del Toro, a MGM precisou interromper tudo por causa da crise econômica. O diretor mexicano não quis esperar e a história de Bilbo Bolseiro e sua companhia de anões caiu nos colos do produtor Jackson. E pelo trailer, o diretor manteve o mesmíssimo tom dos filmes anteriores. Dividido em duas partes, “O Hobbit” deve não apenas adaptar o livro de mesmo nome escrito por Tolkien como também trazer novas histórias envolvendo personagens de “O Senhor dos Anéis” que não são citados na obra original.
Estreia: 14 de dezembro (bem perto do final dos tempos, mas dá tempo de ver)



Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge

Como superar um dos maiores sucessos de público e crítica da história? Como contar uma história original sobre um dos mais conhecidos e antigos personagens de quadrinhos que existe? Como ir além da mítica interpretação de um dos vilões mais icônicos que já existiram feita por um jovem ator falecido? É, não vai ser tarefa fácil para Christopher Nolan e sua turma e “Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge” talvez seja o filme mais carregado de expectativas em 2012. “O Hobbit” é muito aguardado, mas Batman ganha por ter uma história imprevisível (a história de Bilbo está lá para quem quiser ler no livro). Apesar da presença de Bane – que para os leitores de quadrinhos já é em si um grande spoiler do que pode ser o destino do homem-morcego – tudo pode acontecer no fim da trilogia de Nolan. A Warner já anunciou que este universo não será mais tratado no cinema (o próximo filme com o personagem será um recomeço do zero) e muita gente aposta na morte de Bruce Wayne e seu alter-ego. Será?
Estreia: 27 de julho

Os Mercenários 2
Não, ninguém espera um ótimo roteiro, excelentes interpretações e boa direção do sonolento Simon West. A presença de “Os Mercenários 2” nesta lista é por um único motivo: o elenco. Qual fã do cinema de ação nos anos 80 e 90 nunca sonhou com um filme com Stallone, Chuck Norris, Van Damme, Bruce Willis e Schwarzenegger? E ainda tem Jet Li e Jason Statham para garantir o ingresso da nova geração. O filme poderia estar também em uma lista de “bombas anunciadas”, mas preferimos apostar na descarga de testosterona promovida por Stallone e cia como um dos prováveis momentos mais empolgantes do cinema antes que o mundo acabe. Ou como o responsável direto pelo fim de nossa existência.
Estreia: 17 de agosto

Prometheus
O prólogo que não é o prólogo. Ou é? Primeiro o filme foi anunciado como um novo “Alien”. Ou melhor, como o retorno de Ridley Scott, diretor do primeiro filme, à franquia que criou um dos mais famosos monstros do cinema, mas que nos últimos anos foi jogada no lixo graças aos filmes contra os Predadores. Diziam que “Prometheus” contaria a história do Space Jockey, que aparece brevemente no filme de 1979. Depois foi dito que não teria relação nenhuma com os monstros do espaço e recentemente Ridley Scott declarou que a trama se passa sim, pouco antes dos eventos vistos em “Alien – O Oitavo Passageiro”. Se havia alguma dúvida, o trailer deixou mais do que clara a relação entre os filmes. Se Scott vem derrapando em suas últimas produções, “Prometheus” é sua grande chance de mostrar novamente o talentoso diretor que é ao construir novos universos e também para fritar os nossos nervos.
Estreia: 8 de junho.

Os Vingadores
Nem o maior fã de quadrinhos esperava por essa. Nas revistinhas existe algo chamado Universo Marvel (ou Universo DC ou de qualquer outra editora), em que os heróis se conhecem e eventualmente até trabalham juntos. As histórias não são completamente independentes, com acontecimentos de uma interferindo nos eventos da outra. Mas isso é hq, cinema é outra coisa. É mesmo? Com o primeiro “Homem de Ferro”, a Marvel Studios começou a colocar em prática um ambicioso plano de reproduzir no cinema o seu universo dos quadrinhos, pelo menos no que diz respeito aos seus filmes (Homem-Aranha, X-Men, Demolidor, Quarteto Fantástico e Motoqueiro Fantasma, por exemplo, pertencem a outros estúdios, e não entram na brincadeira). Primeiro com cenas pós-créditos e depois com participações escancaradas de personagens de um filme em outro (usando sempre o onipresente Nick Fury de Samuel L Jackson como liga), tudo foi trabalhado para culminar em “Os Vingadores”, reunião do Homem de Ferro, com Capitão América, Thor, Hulk, Viúva Negra e Gavião Arqueiro. Pode dar muito certo, ou muito errado. A incógnita é o diretor Joss Whedon, e Robert Downey Jr. e Chris Evans provavelmente terão mais destaque. Mas que é para empolgar qualquer um, isso é.
Estreia: 4 de maio



007 – Skyfall

Já percebeu que até agora só falamos de prelúdios e seqüências? Pois é. Isso diz muito da vontade dos executivos dos estúdios em só apostar em time que já está ganhando. Depois de um hiato mais longo do que o esperado, um dos personagens mais tradicionais do cinema está de volta: Bond. James Bond. Daniel Craig continua no batente como um 007 mais realista, agora já com o retorno dos apetrechos tão especiais desenvolvidos por Q. Mas o que chama a atenção aqui é a direção do oscarizado Sam Mendes, a direção de fotografia de Roger Deakins, o roteiro de John Logan e Javier Barden como vilão. Craig espera o melhor filme de 007 já feito. Agora é torcer.
Estreia: 9 de novembro



Valente

Ok, a Pixar decepcionou com “Carros 2”, mas a nossa fé neles continua inabalável. “Valente” traz a primeira protagonista feminina em uma animação do estúdio, Mérida, filha de nobres da Escócia medieval que pretende se tornar uma arqueira de sucesso. Brenda Chapman já possui experiência com épicos históricos na direção de “O Príncipe do Egito”, já o outro diretor, Mark Andrews, é um estreante em longas. O trailer aposta na mistura de ação, humor e uma pitada de feminismo para chamar a atenção para uma aventura com jeitão de conto de fadas que visualmente lembra uma mistura de “A Lenda de Beowulf” com “Como Treinar o seu Dragão”. Já estamos esperando pelas citações a “Coração Valente” e permanecemos confiantes de que a Pixar não vai errar duas vezes seguidas. Oremos.
Estreia: 22 de junho

Frankenweenie
Neste ano Tim Burton lançará também “Dark Shadows”, sua versão para a série de tv dos anos 60 sobre o vampiro Barnabas. Mas ao invés de ver Johnny Depp fazer o tipo excêntrico pela enésima vez sob a tutela do diretor, preferimos apostar na animação stop-motion “Frankenweenie”. Adaptado de um curta feito pelo diretor em 1984 (antes de estrear em longas), o filme conta a história de um menino que resolve ressuscitar seu cachorro morto. É o humor macabro do diretor, associado ao tipo de animação que ele tanto ama em um projeto extremamente pessoal (diferente das grandes adaptações como “A Fantástica Fábrica de Chocolates” e “Alice no País das Maravilhas” que ele tem feito). Não tem muito como errar.
Estreia: 5 de outubro

On the Road
Walter Salles na estrada já rendeu obras maravilhosas como “Central do Brasil” e “Diários de Motocicleta”. O que sairá então da adaptação do clássico livro “Pé na Estrada” de Jack Kerouac? O road-movie definitivo? A jornada de Sal Paradise e do andarilho Dean Moriarty pelas estradas dos Estados Unidos reúne um grande elenco com Kristen Stewart, Kirsten Dunst, Amy Adams, Viggo Mortensen e Alice Braga. Desde já considerado um dos prováveis hits dos festivais de cinema e premiações do ano, o filme está cercado de mistérios e nem sua data de lançamento foi confirmada ainda.
Estreia: indefinida

Gravity
Alfonso Cuarón conseguiu. Depois de vários problemas envolvendo orçamento e elenco , saiu Robert Downey Jr. e entraram George Clooney e Sandra Bullock. A história, filmada em 3D pelo diretor, vai acompanhar o casal à deriva no espaço. Isso mesmo, sua nave explodiu e teremos umas duas horas de Clooney e Bullock flutuando no nada. Mais ou menos um “Mar Aberto” no espaço. Ou não. Cuarón é um diretor inventivo que adora planos-sequência e promete uma abordagem original da solidão e das relações humanas. A presença de Emmanuel Lubezki, diretor de fotografia de “A Árvore da Vida”, só aumenta nossa confiança na beleza de imagens de um filme que promete ser muito especial.
Estreia: 23 de novembro

Rindo a toa depois de tantos problemas
Rindo a toa depois de tantos problemas

Cosmopolis
David Cronenberg e Robert Pattinson juntos em uma mesma frase é tão inusitado que não podíamos ignorar “Cosmopolis”. A história acompanha um bilionário (Pattinson) que em um dia em busca de um corte de cabelo perde toda a sua fortuna em Manhattan. Confiamos sempre em Cronenberg (que tem outro aguardado filme para estrear no Brasil neste ano, “Um Método Perigoso”) e a dúvida se Pattinson vai mesmo entregar uma atuação espetacular como o diretor anda bradando aos quatro ventos só faz aumentar nossa curiosidade.
Estreia: indefinida

Django Unchained
Tarantino. Faroeste. Leonardo DiCaprio. Sacha Baron Cohen. Jamie Foxx. Christoph Waltz. Don Johnson (!). Precisa dizer mais? Precisa. A história do escravo liberto que se torna um mercenário é tão polêmica que afastou Will Smith da produção e Quentin Tarantino parece ter se preparado a vida toda para dirigir um faroeste (“Kill Bill” e “Bastardos Inglórios” são ótimos exemplares modernos do grande mito do caubói americano). As filmagens ainda nem começaram, mas já queremos ver agora.
Estreia: 25 de dezembro (infelizmente, o mundo já terá chegado ao fim…)

Tags: , , , , , , ,

Leave a Reply

*

Pílula no Facebook

Enquanto isso, no Twitter

Arquivos

Categorias

-->

resume writing services