A A
RSS

Entrevista: Grazi Massafera e Selton Mello

por

5 de março de 2012

Cinema, Ressonância

Com um vestido preto de bolinhas brancas e com orgulho do barrigão de grávida, Grazi Massafera está, digamos assim, maternal. “Gerar uma vida é um milagre”, ela diz em referência a um dos principais temas de “Billi Pig”, sua estreia como protagonista no cinema. Selton Mello, o companheiro de elenco, ri: “A Grazi está toda assim agora…”.

Brincadeiras à parte, a ex-BBB e agora atriz parece tão afetada pelo fato de ser uma futura mãe que sua gravidez acaba sendo um dos principais assuntos da entrevista de divulgação do filme: “A gravidez traz uma paz, uma plenitude que pode ajudar nas próximas escolhas profissionais. Ainda estou entendendo o que está acontecendo. Estou me sentindo a pessoa mais feliz desse mundo sendo mãe e com o filme estreando. Então, esse é um ano muito especial”.

E bota especial nisso. Protagonista da novela das sete, protagonista na tela de cinema e protagonista das revistas de fofoca, Grazi percebe que este talvez seja um importante momento de virada para ser respeitada como atriz: “Venho estudando para ter maturidade como atriz. Observo muito os atores com quem trabalho, acho que isso vem me trazendo uma certa bagagem. Essa é a minha faculdade”.

Selton Mello concorda: “Queria dizer pra Grazi que o mais legal desse filme foi ver o nascimento de uma grande atriz. Ela veio com aquilo de melhor que um ator pode trazer: o frescor”. “Ai, chegou até a faltar ar”, responde a futura mãe, que interpreta uma atriz sem talento, apontada por muitos como uma espécie de versão de si mesma: “Eu ri disso. A gente tem que rir de si mesma e confiar no diretor. A Marivalda não deixa de ser uma sátira a um momento em que achei que ser atriz era só glamour. Mas isso já ficou pra trás”.

Falando então em atuação, como foi o processo de composição dos personagens? “Eu fui tentando resgatar minhas coisas de menina do interior, e a Marivalda foi acontecendo. Fomos criando o personagem aos poucos. Não foi sofrido, foi o tempo todo muito bom”. Selton continua: “Venho de um trabalho com o Paulo José e eu não saí ileso desse encontro. E a gente conversava que o cinema é a arte de se fazer menos. E eu estou meio obcecado com isso. Então o processo foi não ter processo. Se chegou mal-humorado, faça o personagem mal-humorado”.

Apesar de “Billi Pig” não ser muito divertido, os atores parecem satisfeitos com a produção. “Trata-se de um tributo à chanchada. Uma forma de fazer comédia muito brasileira”, explica Selton. Grazi completa: “O resultado é uma coisa que eu vejo e fico feliz! Vou poder mostrar pra minha filha!”. Mas e os palavrões? “Eu falo só um! E é legal falar palavrão no cinema…” ela conclui rindo.

Tags: , , , ,

Leave a Reply

*

Pílula no Facebook

Enquanto isso, no Twitter

Arquivos

Categorias

-->

resume writing services