A A
RSS

Jovens Adultos

por

5 de abril de 2012

Cinema, Receituário

Young Adult

EUA, 2011

  • Dir: Jason Reitman
  • Elenco: Charlize Theron, Patrick Wilson, Patton Oswalt, Elizabeth Reaser, Collette Wolfe

Avaliação: ★★★½☆ 

Mavis Gary é uma pessoa que parou no tempo. Escutando fita cassete gravada, usando camiseta da Hello Kitty, mantendo a mania de arrancar os fios do cabelo, escutando repetidamente a mesma música sem parar e apresentando um comportamento emocional que não condiz com sua idade, ela não amadureceu. Apesar de seus 37 anos de idade, age como se tivesse uns vinte a menos, o que com certeza ajuda em sua carreira como escritora de uma série de romances adolescentes.

Ela é a patética personagem principal de “Jovens Adultos”, novo filme de Jason Reitman que trata de uma curiosa jornada de amadurecimento escrita por Diablo Cody (que aqui pode usar todo o seu arsenal de diálogos adolescentes). Ao receber um e-mail avisando do nascimento da primeira filha do ex-namorado, Mavis retorna à sua pequena cidade natal, com o objetivo de reconquistar seu antigo amor. A decisão é tomada de forma abrupta, exagerada e dramática como uma adolescente faria. Ao chegar à cidade, entretanto, encontra o ex (Wilson) muito bem casado e feliz e acaba descobrindo uma amizade inesperada com o gordinho nerd Matt (Oswalt), que ela ignorava no colégio.

Charlize Theron está muito bem como a antiga rainha da beleza que parece ser a única que alcançou o sucesso naquela cidade, ao mesmo tempo em que demonstra ser quem menos ganhou com o tempo que se passou. Sua Mavis só consegue a identificação com o público graças ao carisma e talento da atriz, que mistura arrogância e carência na medida certa. O restante do elenco também está muito bem, em um casting que parece mais pautado pelo tipo físico dos atores do que pelos seus talentos.

De olho no ex
De olho no ex

“Jovens Adultos” é sobre uma transição tardia para a vida adulta. Nosso amadurecimento depende das experiências que ganhamos na vida e que nos transformam, o que é metaforizado de forma interessante nos action figures de Matt, já que ele os impede de serem sempre os mesmos ao transformá-los continuamente mudando alguns poucos detalhes (e não por acaso o amadurecimento de Mavis começa com uma mancha, como se ela tivesse uma parte sua “transformada”, assim como os bonecos de seu amigo).

Entretanto faltam mais elementos para a história crescer: Mavis é como um terremoto que chega abalando a todos em sua cidade, mas sua relação com os outros personagens não passa de contatos episódicos que dificultam o entendimento dos objetivos e também das mudanças pelas quais passa aquela mulher. Talvez até seja o objetivo do diretor colocar relações superficiais entre os personagens para contar a história de sua protagonista superficial. O problema é que esse distanciamento acaba passando para o público, que não se envolve o tanto que a história pede.

Tendo o mérito de apresentar um final que não apenas foge do lugar-comum como também brinca com os clichês deste tipo de trama (trazendo uma irresistível trilha dos anos 90), “Jovens Adultos” é um filme maduro sobre a imaturidade.  Mas no final das contas, a música “The Concept”, do Teenage Fanclub, pode acabar grudando mais em sua memória do que o próprio filme. Depende se o seu relacionamento com Mavis Gary vai ser superficial ou não…

Tags: , , , ,

Leave a Reply

*

Pílula no Facebook

Enquanto isso, no Twitter

Arquivos

Categorias

-->

resume writing services