Fale com ela

Seria fácil dizer que, com “Ela”, Spike Jonze fez um filme para provar que Scarlett Johansson é capaz de fazer alguém se apaixonar por ela apenas com sua voz. Mas a verdade é que ela entrou no filme aos 45 do segundo tempo, quando ele já estava pronto, e substitui a voz original de Samantha Morton.

Moral da história? Nunca é tarde para se apaixonar por ScarJo. Ainda mais ao som de Supersymmetry do Arcade Fire.

De quebra, a gente quer ser BFF da Amy Adams e ouvir ela dizendo coisas sábias, como “Apaixonar-se é um tipo aceitável de insanidade”. E será que Rooney Mara é capaz de fazer um filme em que ela não tem uma mega cara de bosta o tempo todo? #reflitão

“Ela” deve estrear no Brasil dia 7 de fevereiro.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • A gente
  • Home
  • Retro
  • Homeopatia
  • Overdose
  • Plantão
  • Receituário
  • Ressonância
  • Sem categoria
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009