Busca

»»

Cadastro



»» enviar

The Cure

por Braulio Lorentz

receite essa matéria para um amigo


Robert Smith: o homem "de cabelo
armado, pra cima"
"I miss you” do Blink 182 e todas as canções dos canadenses do Hot Hot Heat são exemplos de músicas com declarada influência de uma das mais bacanudas bandas da década dos teclados. O The Cure, que já se chamou Easy Cure, nunca esteve totalmente afastado dos holofotes. Porém, os tais holofotes aumentaram a intensidade com o lançamento do mais recente CD (The Cure, 2004) e com as badaladas festinhas anos 80 que espalham nostalgia por todo país. Dessa forma, o grupo capitaneado pelo sempre maquiado Robert Smith, o homem “de cabelo armado, para cima”, como diria o jornalista Lúcio Ribeiro, passou a ganhar ainda maior destaque. O único membro remanescente da banda inglesa também já foi visto tocando guitarra no Siouxsie and The Banshees na temporada 83/84.

Dono de hits espalhados pelos tempos em que os jogos de Atari imperavam, o The Cure passou por constantes perdas de integrantes e de espaço na mídia. Singles de sucesso? Sim, eles tem muitos: “Killing An Arab”, "Boys Don't Cry", “A Forest”, “The Walk”, “Lovecats”, “In Between Days”, “Just Like Heaven”, dentre outras dançantes canções. Os anos 90 são representados por “Close to Me”, “Friday I'm in Love” e “A Letter To Elise”, sendo que as três integram o primeiro álbum dos caras na década (Wish, 92). A trinca de sucessos é um sinal de que os rapazes góticos não foram tão mal das pernas nos tempos em que o grunge despontou. Para o imaginário pop coletivo, entretanto, o Cure sempre será uma banda da década de 80.

A banda que não pode faltar nas festinhas anos 80
Discografia
  • Three Imaginary Boys (1979)
  • Boys Don´t Cry (1980)
  • Seventeen Seconds (1980)
  • Faith (1981)
  • Pornography (1982)
  • Japanese Whispers (1983)
  • The Top (1984)
  • The Head on the Door (1985)
  • Kiss Me Kiss Me Kiss Me (1987)
  • Disintegration (1989)
  • Wish (1992)
  • Wild Mood Swings (1996)
  • Bloodflowers (2000)
  • The Cure (2004)

» leia/escreva comentários (4)