Busca

»»

Cadastro



»» enviar

Will Smith

por Mariana Marques

receite essa matéria para um amigo


Para que essa boca tão grande, Will...?
Willard Christopher Smith Jr conseguia se safar de várias quando criança. Enquanto tomava um dos refrigerantes da companhia de seu pai, pensava no próximo jeito de escapar de um castigo, ao mesmo tempo em que tinha idéias para compor um novo rap. Seus três irmãos, que moravam com Smith na Filadélfia, Estados Unidos, não possuíam comparável astúcia. Não foi à toa que Will Smith foi apelidado de Prince pelos amigos da escola.

Quando adolescente, era fácil inventar desculpas e não faltar às festas. Em uma delas, aos 16, esbarrou em Jeff Townes e assim foi formada a dupla de rappers Jazzy Jeff and the Fresh Prince. O primeiro álbum, Rock the house, foi um hit em 1986 e fez de Smith um milionário com menos de 18 anos.

Milhão que ele perdeu para a Receita, ao não declarar seus impostos. E que recuperou de novo com o álbum He’s the DJ, I’m the rapper – o primeiro disco de hip hop a ganhar disco duplo de platina. Will ainda receberia o primeiro Grammy de performance de rap da história em 1989, pela música Parents just don’t understand.

Paralelamente ao sucesso na música, Will Smith foi convidado para protagonizar sua própria série. “The fresh prince of Bel Air” estreou em 1990 e ficou no ar por seis anos, sendo a responsável pela sua entrada no cinema.

E aí o sagaz garoto da Filadélfia fez de tudo: lutou contra invasão alienígena, foi inimigo do estado, conselheiro amoroso, vendedor pobre, detetive, caubói, policial, o único sobrevivente do planeta, super-herói. Will Smith já foi indicado ao Oscar duas vezes. E está no livro dos recordes por ter conseguido o feito de aparecer em três festas de lançamento – Londres, Birmingham e Manchester - do filme “Hitch” num intervalo de 12 horas.

É casado com a atriz Jada Pinkett Smith, com quem tem dois filhos: Jaden Christopher, que contracenou com o pai em “À procura da felicidade”; e Willow Camille, que apareceu em "Eu sou a Lenda". Além dos dois, Will tem um filho, Willard Smith III, do primeiro casamento com Sheree Zampino.

Com a estréia de “Hancock” no feriado de 4 de julho, em 2008, Smith completou seu oitavo filme seguido a ultrapassar a marca dos US$ 100 milhões nas bilheterias norte-americanas – tornando-se o astro mais bancável do cinema hollywoodiano atual. E, para dizer que não falei de fracassos, o ator negou o papel de Neo em “Matrix” e as vendas ruins de seu terceiro disco e um Greatest hits em 2003 o levaram a ser dispensado pela Columbia Records.

Mas dizem por aí que o Fresh Prince ainda tem planos de chegar um dia à presidência dos Estados Unidos. E isso nem tem nada a ver com a ficção...

E para que essa cara de quem comeu e não gostou, Will...?
Filmografia
  • Sete vidas (2008)
  • Hancock (2008)
  • Eu sou a Lenda (2007)
  • À procura da felicidade (2006)
  • Hitch - Conselheiro amoroso (2005)
  • O espanta tubarões (2004) (voz)
  • Eu, robô (2004)
  • Menina dos olhos (2004)
  • All of us (2003-2004), TV
  • Bad boys 2 (2003)
  • Homens de preto 2 (2002)
  • Ali (2001)
  • Lendas da vida (2000)
  • As loucas aventuras de James West (1999)
  • Inimigo do estado (1998)
  • Homens de preto (1997)
  • Independence Day (1996)
  • Bad boys (1995)
  • Feita por encomenda (1993)
  • Seis graus de separação (1993)
  • A lei de cada dia (1992)
  • The fresh prince of Bel Air (1990-1996), TV

» leia/escreva comentários (1)