Busca

»»

Cadastro



»» enviar

The Hives

por Taís Oliveira

receite essa matéria para um amigo


Hives em preto e branco
Do país do qual eles vêm, o pop é tão bom que já ganhou um musical e invade o Brasil de tempos em tempos. Mas os suecos do The Hives não fazem pop: quando estouraram, no começo desta década, eles vieram para salvar o rock. A música era “Hate to say I told you so” e as roupas eram ternos iguais em preto e branco.

Mas antes de conquistar o mundo eles tiveram um percurso que envolveu dois EPs e um álbum inteiro. Foi em 1993 que Pelle Almqvist, Nicholaus Arson, Vigilante Carlstroem, Dr. Matt Destruction e Chris Dangerous, como eles gostam de ser chamados, resolveram montar uma banda de garage rock. Mas só três anos depois eles gravaram suas músicas, compiladas no EP Oh Lord! When? How?. Nessa época, as performances da banda já eram conhecidas na Suécia. No ano seguinte, em 1997, quatorze músicas foram gravadas no cd Barely Legal, que ganhou esse nome porque na época quase todos os integrantes tinham recém completado 18 anos. Em 1998 eles lançaram outro EP, intitulado A.K.A. I-D-I-O-T, mesmo nome da segunda música de Barely Legal.

Segundo a banda, toda essa fase foi marcada pela orientação do produtor Randy Fitzsimmons, que seria o criador e alma do grupo, uma espécie de sexto membro que nunca foi visto em público. É dele também o crédito de todas as letras do The Hives. Porém, foi revelado pela revista NME que Randy Fitzsimmons é na verdade o pseudônimo registrado do guitarrista Nicholaus Arson, sendo ele o verdadeiro letrista. A banda ainda afirma que Fitzsimmons existe. Na parte de trás do álbum Tyrannosaurus Hives, onde toda a banda aparece da cintura para baixo, é possível ver um par de pernas a mais.

Em 2000, a banda lançou Veni Vidi Vicius, título que brinca com a clássica frase de Júlio César (“veni, vidi, vici” – vim, vi, venci). “Hate to say I told you so” e “Main offender” já alcançavam os lares do mundo todo – e no clipe desta última música havia mais uma referência a Randy Fitzsimmons. Um ano depois, uma precoce coletânea do The Hives era lançada, com um título sugestivo: Your New Favourite Band.

A turnê dos dois álbuns rendeu tanto que só em 2004 eles voltaram com um disco de inéditas. Tyrannosaurus Hives selou a posição da banda no cenário rock. Mais três anos se passaram até que, no final do ano passado, o quarto álbum de estúdio do The Hives fosse lançado. Gravatas listradas e um single controversamente comercial marcam The Black and White Album.

A banda recebeu críticas pelo fato da música “Tick Tick Boom” ter sido usada num comercial da Nike, além de ter aparecido no filme Jumper, no trailer de Agente 86, e em vários seriados americanos. Mas os fãs brasileiros não vão ligar para isso quando virem o The Hives tocar em São Paulo, no dia 6 de setembro, liderando as atrações do festival Orloff Five. As performances da banda são conhecidas pela qualidade e energia, e também pelos comentários nada modestos – ou ironicamente soberbos - do vocalista Pelle Almqvist.

Hives em branco e preto
Discografia (sem EPs):

» leia/escreva comentários (1)