Busca

»»

Cadastro



»» enviar

Mudhoney

receite essa matéria para um amigo


Primos pobres e felizes
Os shows de abertura do Mudhoney para o Pearl Jam no Brasil são um reencontro do primo rico e o primo pobre. A história é a seguinte: o Green River era uma banda de relativa popularidade em Seattle nos anos 80, mas acabou em 1987 depois a discussões sobre contratos. O baixista Jeff Ament e o guitarrista Stone Gossard saíram para formar o Mother Love Bone, que com a mudança do vocalista passaria a ser o Pearl Jam. O outro guitarrista, Steve Turner e o vocalista Mark Arm, formaram junto com o baixista Matt Lukin e o baterista Dan Peters o Mudhoney.

O Pearl Jam se tornou uma das bandas mais reconhecidas de sua geração, queridinhos das rádios, enquanto o Mudhoney nunca deixou de ser um “outsider”, com respeito e reconhecimento, mas sem ganhar as massas.

Mas não pense: “Tadinho do Mark Arm, podia ter ficado famoso...”. No início dos anos 80 ele se orgulhava de fazer parte de um grupo que ostentava o título de “pior banda do mundo”, o Mr. Epp and the Calculations. O sujeito sempre pareceu mais interessado em se divertir e fazer rock básico e potente do que em colher os louros da fama.

Já em 1988 eles lançariam pelo clássico selo Sub Pop o também clássico single de “Touch me I’m Sick”, um marco do “movimento” grunge. Aparecendo sempre junto com as bandas que despontavam na época, como o Sonic Youth, o Nirvana ou o próprio Pearl Jam, o Mudhoney acabou não estourando, mas nunca pareceram desconfortáveis em terem ficado à sombra de seus colegas.

Punk rock, hardcore e rock de garagem são as grandes referências no som do Mudhoney, que mesmo com a saída do baixista Matt Lukin (substituído por Guy Maddison em 1998), nunca perdeu a urgência e a energia. E engana-se quem pensa que a banda acabou: está previsto para o ano que vem o lançamento de Under a Billion Suns, novo disco do Mudhoney, pela Sub Pop.

O antigo baixista Lukin. Sabe aquela música do Pearl Jam com o mesmo nome? Sim, é homenagem a ele!
Discografia:
  • Since We've Become Translucent - 2002
  • March To Fuzz (coletânea) - 2000
  • Tomorrow Hit Today - 1998
  • My Brother The Cow - 1995
  • Five Dollar Bob's Mock Cooter Stew - 1993
  • Piece Of Cake - 1992
  • Every Good Boy Deserves Fudge - 1991
  • Mudhoney - 1989
  • Superfuzz Bigmuff + Early Singles - 1988

» leia/escreva comentários (0)