Busca

»»

Cadastro



»» enviar

Rolling Stones

por Rodrigo Ortega

receite essa matéria para um amigo


rolling_stones_novinhos.jpg
Hello, cosmic brothers and sisters! A saudação de Adriano Falabella, apresentador do quadro Enciclopédia do Rock, do programa Alto-Falante, é adequada para apresentar a história da banda quarentona que nasceu como uma alternativa mais agressiva ao então rock bom-moço dos Beatles.

A dupla Mick Jagger / Keith Richards se juntou em 1962 ao grupo do guitarrista Brian Jones, Blues, Inc, do qual faziam parte o pianista Ian Stewart e o baterista Mick Avory. Após a troca do baixista Dick Taylor por Bill Wyman, o grupo mudou o nome para Rolling Stones. Alguns meses depois, Avory, que depois entraria para os Kinks, deu lugar a Charlie Watts.

A banda chamava a atenção dos tablóides britânicos com histórias sobre uso de drogas e urinadas em público. Em 1964 eles lançaram um cover de Buddy Holly, “Not Fade Away”, primeiro hit da banda. No final do ano saiu o primeiro single composto pela dupla “Tell Me”, também um sucesso.

Uma metralhada de hits se seguiu: “Time Is on My Side”, “The Last Time”, “As Tears Go By” e “Satisfaction”. A partir de 1966 eles começaram a lançar álbuns mais ousados: Aftermath (1966), Between the Buttons (1967) e o sensacional Their Satanic Majesties Request (1967), que investia pesado na psicodelia.

O disco seguinte, Beggar's Banquet (1968), marcou a saída de Brian Jones, afundado em drogas. Ele foi substituído por Mick Jones. No dia 3 de julho de 1969, foi encontrado morto em sua piscina, em um caso até hoje não esclarecido. Os Stones seguiram em frente e emplacarm o single “Honky Tonk Women”, que saiu logo antes de Let It Bleed (1969).

A década de 70 começou com a ressaca de Altamont, onde a banda teve a infeliz idéia de contratar a gangue Hell's Angels como seguranças de um show. De novo eles seguiram em frente e lançaram discos bem sucedidos. Exile on Main St. é o disco mais elogiado dos Rolling Stones. Em 1976, Mick Taylor saiu e Ron Wood ocupou seu lugar. Some Girls (1978) trouxe o hit “Miss You” e Tatto You (1981) o ainda mais hit “Start Me Up”.

Undercover (1983) marcou o fim da época mais bem sucedida do grupo. Em 1991 saiu o baixista Bill Wyman, que não foi substituído por um membro “oficial”. A partir dali eles lançaram alguns discos com mais destaque - Steel Weels (1989), Voddo Lounge (1994) -, mas fizeram mais noticia tocando em grandes estádios (incluindo no Brasil em 1995, 1998 e 2006) e com fofocas pessoais (vide a gravidez de Luciana Gimenez) do que com novas composições. See you later, honey!

rolling_stones_velhinhos.jpg
Discografia:
  • A Bigger Bang - 2005
  • Live Licks - 2004
  • No Security - 1998
  • Bridges to Babylon - 1997
  • The Rolling Stones Rock and Roll Circus - 1996
  • Stripped - 1995
  • Voodoo Lounge - 1994
  • Flashpoint - 1991
  • Steel Wheels - 1989
  • Dirty Work - 1986
  • Undercover - 1983
  • Still Life - 1982
  • Tattoo You - 1981
  • Emotional Rescue - 1980
  • Some Girls - 1978
  • Love You Live - 1977
  • Black and Blue - 1976
  • It's Only Rock 'N Roll - 1974
  • Goats Head Soup - 1973
  • Exile on Main St. - 1972
  • Sticky Fingers - 1971
  • Get Yer Ya-Ya's Out! - 1970
  • Let It Bleed - 1969
  • Beggars Banquet - 1968
  • Their Satanic Majesties Request - 1967
  • Flowers - 1967
  • Between the Buttons - 1967
  • Got Live If You Want It! - 1966
  • Aftermath - 1966
  • December's Children (And Everybody's) - 1965
  • Out of Our Heads - 1965
  • The Rolling Stones, Now!- 1965
  • Rolling Stones No. 2 - 1965
  • 12 X 5 - 1964
  • England's Newest Hit Makers - 1964

» leia/escreva comentários (10)