Busca

»»

Cadastro



»» enviar

RBD

por Braulio Lorentz

receite essa matéria para um amigo


Dulce no RBD, Roberta em Rebelde
Não tem pra KLB, CSS, RdO ou BiD. A banda-sigla que mais vende no Brasil é a mexicana RDB. Para se ter uma idéia, em abril de 2006, mês da estréia da segunda temporada no Brasil, o RBD ficou na primeira posição das principais paradas de CDs internacionais e nacionais, com Rebelde: Nuestro Amor e Rebelde - Edição Brasil.

Dois meses antes, o grupo havia levado 10 mil pessoas ao estacionamento de um shopping paulistano para uma tarde de autógrafos. Na ocasião, três pessoas morreram por causa da aglomeração de fãs.

O nome da banda se confunde com o nome da novelinha exibida no Brasil pelo SBT, desde agosto de 2005. No México, país que pariu a atração adolescente, Rebelde já está na terceira temporada e é veiculada pelo canal Televisa desde 2004.

A novela chegou ao fim no dia 19 de maio, mas duas promessas já foram feitas pelos produtores: um show de despedida no México com a banda RBD, formada por atores da trama, e a migração de Rebelde para outros formatos. Série, reality show e filme são algumas das opções. Como o RDB é um fenômeno de vendas em mais de 60 países, é muito provável que nenhuma das roupagens seja descartada.

O grupo RDB é formado pelos integrantes Anahí, Dulce María, Christian Chávez, Christopher Uckermann, Mayte Perroni e Alfonso Herrera, todos vestidos com roupas de colegial. O sexteto recolocou o SBT de volta ao segundo lugar na faixa de 19h10 às 20h. Tamanho sucesso foi o responsável pela enxurrada de lançamentos da linha RDB nas prateleiras das lojas de discos e brinquedos.

No quesito música, a moçada do RBD aposta em baladas românticas como “Sólo Quédate En Silencio” (“Fique em Silêncio”). Outra vertente é a das faixas agitadas, com destaque para a que leva o nome do grupo e é dona dos mais famosos versos dos jovens engravatados: “Sou rebelde quando não sigo os demais / E sou rebelde quando te quero mais e mais / E sou rebelde quando insisto em mudar / E sou rebelde quando me jogo sem pensar”. Esse refrão foi o primeiro a conquistar os fãs brasileiros e a começar por aqui a tal “rebeldemania”.

Há também quem os chame de “Chiquititos crescidos”, em alusão à novelinha portenho-brasileira que fez sucesso no mesmo horário da emissora de Silvio Santos. E para lembrarmos das Chiquititas basta citar outro refrão: “Mexe, mexe, mexe com as mãos, (pequeninas) / Mexe, mexe, mexe com os pés (pequeninas) / Mexe, mexe, mexe a cabeça, dança comigo / E remexe bem”.

Essas novelinhas importadas infanto-juvenis, em que os personagens são estudantes que cantam mais do que estudam, sempre tendem ao sucesso. Mas, no caso do RBD, não se esperava tanto.

Capricho, Atrevida... As capas de revitas teen adoram essas poses aí
Discografia
  • Live in Hollywood - 2006
  • Nosso Amor Rebelde - Edição Brasil - 2006
  • Nuestro Amor - 2006
  • Rebelde: Edição em Espanhol - 2006
  • Tour Generácion: ao Vivo - 2005
  • En vivo - 2005

» leia/escreva comentários (29)