Busca

»»

Cadastro



»» enviar

Coldplay

receite essa matéria para um amigo


- Quem disse que eles são
bebês chorões?
O último homem sensível ou apenas mais um bebê chorão? O vocalista Chris Martin e a trupe do Coldplay (Jon Buckland na guitarra, Guy Berryman no baixo e Will Champion na bateria) dividem as opiniões entre os que os que se irritam com seus lamentos ou se encantam com suas canções.

Eles se destacaram como um oásis de pianos e violões em meio à brutalidade do new metal que dominava as rádios e a MTV na passagem do milênio. O Coldplay é um dos grandes nomes da geração pós-britpop (Muse, Travis, Starsailor), cuja grande influência é o Radiohead, mais principalmente do álbum The Bends, de 1995. Assim como seu tio Tom Yorke, Chris Martin usa e abusa dos vocais em falsete, de folk rock misturado com guitarras cheias de efeitos e distorções e melodias que parecem querer dilacerar o coração do ouvinte em mil pedaços. Ocupando o vácuo que o próprio Radiohead criou ao ser abduzido por extraterrestres, o Coldplay teve um crescimento bem rápido desde que foi formado em 1996 pelos então jovens estudantes da universidade de Londres.

No mesmo ano eles lançaram um single por conta própria, Safety, e depois outro pelo pequeno selo Fierce Panda, chamado “Brothers and Sisters”. Logo assinam contrato com a gravadora Parlophone e lançam o EP The Blue Room, mais os singles de “Shiver” e “Yellow”. Aí já era previsível o estouro na Inglaterra do álbum de estréia, Parachutes de 2000. E não demorou muito para o mundo todo se apaixonar ou se irritar com a choradeira de Chris Martin e companhia, com o megaestouro de A Rush of Blood to the Head, em 2002, seguido pelo também bem-sucedido, mas nem tão unânime X &Y (2005).

- Eu.
Discografia:

» leia/escreva comentários (0)