Busca

»»

Cadastro



»» enviar

Jay-Z

por Braulio Lorentz

receite essa matéria para um amigo


Ele cria hits com um estalar de dedos
De produtor a namorado de Beyoncé. De parceiro de seus colegas do rap (Neptunes, Kanye West, Notorious B.I.G., Snoop Dogg) a comparsa de estrelas de outros gêneros (Chris Martin, Linkin Park, Fall Out Boy, John Legend). Conhecer a trajetória do nova-iorquino Shawn Carter é confirmar que o cara é um dos melhores vinagretes do mercado. Não que ele não convença em sua carreira-solo, mas Jay-Z da mesma forma faz muito barulho quando seu nome vem depois da palavra "featuring".

Com ele como coadjuvante, Mariah Carey lançou sua mais bacana música de trabalho. "Heartbreaker" ainda rendeu clipe dirigido por Brett Ratner ("X-men 3"). A patroa de Jay-Z é outra com quem ele mais recentemente emplacou uma deliciosa parceria com pinta de “Deja Vu”.

Tamanho sucesso ao lado de muitos artistas (e por trás, já que ele é produtor e presidente da gravadora Def Jam) chega até mesmo a deixar em segundo plano a produtividade de sua empreitada solo: dez anos de duração e quase 20 milhões de cópias de seus dez discos lançados. Talvez por esse ofuscamento ele tenha comunicado que não mais lançaria discos próprios. A decisão foi anunciada em 2003, ano de lançamento do Black Album – disco que ao ser fundido com o White Album, dos Beatles, deu origem ao Grey Album, que leva a assinatura do DJ Danger Mouse, do Gnarls Barkley.

A quebra da promessa veio com Kingdom Come, de 2006. Seu novo rebento tem 14 faixas e seu novo lar tem 14 cômodos, já que recentemente ele adquiriu um dos luxuosos apartamentos do Trump World Towers, em Nova Iorque. Do alto das torres do complexo de Donald Trump, Jay-Z viu seu mais recente CD chegar ao primeiro lugar na parada da Billboard. As boas vendagens do décimo disco engordam ainda mais seu patrimônio, avaliado em mais de 300 milhões de dólares.

A vida de executivo-rapper-magnata não poderia deixar de ser precedida por um passado conturbado. Começou a trabalhar com dez anos, após o pai abandonar a mãe e dizem que já foi traficante de drogas. Ele, claro, usa isso a favor de seu trabalho. O affair de Beyoncé afirma que fala de violência, cafetinagem e tráfico de drogas com conhecimento de causa. Verdade ou não, é bem mais fácil acreditar nessa história do que nos nove tiros que o também rapper 50 Cent supostamente levou.

Tá com raiva? Então cruza os braços e faz biquinho, vai...
Discografia
  • Kingdom Come (2006)
  • Collision Course (2004)
  • The Black Album (2003)
  • Blueprint 2.1 (2003)
  • Blueprint 2: The Gift & the Curse (2001)
  • MTV Unplugged (2001)
  • The Blueprint (2001)
  • The Dynasty Roc la Família (2000)
  • Life and Times of S. Carter – Vol. 3 (1999)
  • Hard Knock Life – Vol. 2 (1999)
  • In My Lifetime, Vol. 1 (1997)
  • Reasonable Doubt (1996)

» leia/escreva comentários (7)