Busca

»»

Cadastro



»» enviar

Overdose Indiana Jones

Jones, Indiana Jones

por Igor Vieira

receite essa matéria para um amigo

Quase vinte anos afastado das telas, o famoso arqueólogo, perito em ciências ocultas e caçador de antigüidades raras Indiana Jones retorna para mais uma aventura. Rodado no ano passado, “O Reino da Caveira de Cristal” é o quarto filme da série que, nos anos 80, encheu os cofres da dupla Spielberg & Lucas e elevou Harrison Ford à categoria de astro de Hollywood.

Exatamente 19 anos depois de ‘A Última Cruzada’, Indiana enfrentará os soviéticos em plena Guerra Fria na disputa pela lendária Caveira de Cristal na Amazônia Peruana. O longa teve estréia no Festival de Cannes no último domingo e chega aos cinemas do mundo todo nesta quinta.

Prepare-se para a nova aventura e relembre com o Pílula Pop a fórmula que garantiu ao velho Indy o titulo de melhor herói do cinema segundo os britânicos, em votação publicada pelo tablóide The Sun em 2007.

Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida (1981)

por

Fotos:

A aventura: Em 1936, o professor de arqueologia Indiana Jones é contratado pelo governo americano para encontrar a lendária Arca da Aliança que, nas mãos erradas (leia-se nazistas), poderia se tornar uma poderosa arma a favor das ‘forças do mal’.

O mito: A Arca da Aliança seria o receptáculo onde estariam guardadas as tábuas dos Dez Mandamentos escritos por Deus, que Moisés recebera no Monte Sinai, conforme o Antigo Testamento. A Arca teria sido guardada no Templo de Salomão em Jerusalém, de onde teria desaparecido em 980 a.C., levada por um Faraó à cidade de Tanis, onde foi guardada em uma câmara secreta conhecida pelo nome de Poço das Almas. Um ano depois, uma tempestade consumiu a cidade de Tanis e Arca da Aliança nunca mais foi encontrada.

A mocinha: Marion Ravenwood (Karen Allen) é uma ex-namorada de Indy. Parceira ideal para as aventuras do herói, ela não hesita em arregaçar as mangas e lutar contra os caras malvados.

O vilão: o Führer nazista (Adolf Hitler) tem no arqueólogo francês Belloq o capanga perfeito para atazanar a vida do Dr. Jones. Afinal, a Arca não é a primeira relíquia histórica que Belloq toma das mãos de Indiana.

“Pam pam ram pam pam pam ram”: a música-tema de John Williams parece ter nascido para tocar na seqüencia inicial, em que o herói escapa das armadilhas dos antigos indígenas da América do Sul, incluindo a mais-que-homenageada cena da pedra gigante rolando em sua direção. Ou ainda quando Indiana enfrenta a frota do exército alemão no meio do deserto para recuperar a Arca da Aliança roubada pelos nazistas.

Indiana Jones e o Templo da Perdição (1984)

por

Fotos:

A aventura: Em 1935, após um incidente em Xangai, Indiana acaba indo parar na Índia. Acreditado pelo líder de uma tribo local como enviado de Shiva, ele recebe a missão de recuperar Sivalenga, a pedra roubada que protegia a aldeia, e solucionar um mistério envolvendo crianças desaparecidas.

O mito: A história do filme é baseada na lenda de Sankara, em que um sacerdote hindu sobe o monte Kailasa para ver Shiva, que lhe dá cinco pedras sagradas com propriedades mágicas e lhe diz para combater o mal. Poder e glória eram destinados àqueles que as possuíssem.

A mocinha: Willie Scott (Kate Capshaw) é uma cantora americana de cabaré em Xangai que, por acidente, acaba embarcando na missão de Indy. Histérica e atrapalhada, a loira não resiste a um belo diamante.

O vilão: a tribo Tugue. Comandada por Mola Ram, ela tentará acabar com a crença nos deuses judaico, cristão, muçulmano e hindu, em nome de seu deus Kali Ma. São eles os responsáveis pelo desaperecimento das pedras sagradas e das crianças da região.

“Pam pam ram pam pam pam ram”: a adrenalina vai aos níveis mais altos na seqüencia da fuga das minas do Palácio Panknot em que Indiana, Willie e seu companheiro Ke Huy Quan são perseguidos - e na já também imortalizada batalha da ponte de cordas.

Indiana Jones e a Última Cruzada (1989)

por

Fotos:

A aventura: Em 1938, Indy parte em busca do Santo Graal quando seu pai (Sir Sean Connery), o maior estudioso do assunto, desaparece misteriosamente. Tudo indica que o exército alemão está, mais uma vez, destinando toda a sua energia em busca de uma poderosa arma para dominar o mundo.

O mito: o Santo Graal ou Cálice Sagrado foi o cálice usado na Santa Ceia por Jesus Cristo e seus apóstolos. Após a última ceia, ele foi confiado a José de Arimatéia. O objeto, símbolo da fé cristã, tornou-se um dos mais procurados pelo mundo todo. Desaparecido por mil anos foi encontrado na Primeira Cruzada por três irmãos. Dois deles decidiram deixar o deserto 150 anos mais tarde e retornar à França. Apenas um chegou ao seu destino. Antes de morrer, confiou sua história a um frei franciscano que, por sua vez, deixou um manuscrito sobre as provas que indicariam a posição exata onde o cálice estaria guardado.

A mocinha: Dra. Elsa Schneider (Alison Doody) é a inteligente historiadora a serviço de Walter Donovan (Julian Glover). Ambiciosa, vai demonstrar que escolheu o lado e o motivo errados para se aliar.

O vilão: mais uma vez, o líder do império alemão encontra um estrangeiro para seguir de perto os passos do Dr. Jones. Walter Donovan contrata Indiana para achar o cálice sagrado para os nazistas, mas planeja dar um golpe em Hitler e ficar com a juventude eterna para si.

“Pam pam ram pam pam pam ram”: o coração dos espectadores promete ir a mil na seqüência em que os Jones escapam do Castelo dos Brünwald na fronteira da Áustria com a Alemanha e quando Indy vai ao resgate do pai e do amigo Marcus Brody no deserto da antiga Alexandreta.

» leia/escreva comentários (0)