Busca

»»

Cadastro



»» enviar

Governador

Diretor

por Daniel Oliveira

Fotos: Divulgação

» receite essa matéria para um amigo


A ex.

Candidato: Kathryn Bigelow, “Guerra ao Terror”

Vote no número: 04

Plataforma de campanha: pela primeira vitória feminina na categoria! E porque mulheres também sabem fazer filmes de homem – in your face, Nancy Meyers e Nora Ephron!.

Histórico político: 30 anos de carreira como diretora, primeira indicação ao Oscar.

Coligações Partidárias: é uma estranha em Hollywood: uma diretorA que não faz comédias românticas, nem nunca teve um grande sucesso comercial. Sua maior credencial: ser ex-esposa de seu concorrente na categoria, um tal de James Cameron.

Posição nas pesquisas: melhor diretora segundo a Associação de críticos online, televisivos, do Sudeste, de Austin, Boston, Chicago, Kansas, Las Vegas, Los Angeles, Nova Iorque, São Francisco, Santa Barbara, Seattle, Toronto, Vancouver, Washington (fôlego), Sociedade Nacional de críticos de cinema, o Bafta, Sattelite Awards e primeira mulher a vencer o prêmio principal do Sindicato dos Diretores.



O ex.

Candidato: James Cameron, “Avatar”

Vote no número: 02

Plataforma de campanha: pelo direito de fazer produções milionárias com bilheterias bilionárias, inventar câmeras, tecnologias, planetas e línguas.

Histórico político: Segunda indicação ao Oscar. Venceu a primeira por um pequeno filme independente, chamado “Titanic”. Diretor das duas maiores bilheterias da história do cinema.

Coligações Partidárias: É um insider com fama difícil. Louco, megalomaníaco, nem um pouco humilde e um tanto grosso, faz os filmes que quer, do jeito que quer, com a tecnologia que quer – inventando-a, caso necessário. Depois de “Avatar”, provou que pode tudo. Se amanhã decidir fazer um remake dos “Três porquinhos” em 7D, eles vão deixar.

Posição nas pesquisas: melhor diretor segundo o Globo de Ouro.


***

Quem ganha: Nossa aposta é Bigelow. Porque seu filme é melhor. E está passando da hora de uma mulher ganhar o Oscar de direção (sem trocadilhos).

Quem deveria ganhar: Bigelow. Porque seu filme é melhor. E está passando da hora de uma mulher ganhar o Oscar de direção (sem trocadilhos).

« voltar para o início

» leia/escreva comentários (0)