Busca

»»

Cadastro



»» enviar

Power bossa nova

30.12.04

por Braulio Lorentz

Luisa Mandou um Beijo - Luisa Mandou um Beijo

(Midsummer Madness/ Volume I, 2004)

Top 3: "Guardanapos", "Amarelinha" e "Anselmo".

Princípio Ativo:
Instrumentos de sopro com geléia de morango

receite essa matéria para um amigo

É uma tarefa das mais complicadas não se simpatizar por uma banda com o nome de Luisa Mandou um Beijo. A situação fica ainda mais insustentável quando se tem conhecimento que esta banda tem uma canção chamada “Com um pote de geléia de morango nas mãos”. Para completar, o disco contém uma música com um singelo refrão repetindo inúmeras vezes a frase: “Então eu visto o meu casaco marrom”. Daí fudeu... Você já está fisgado pelo Luisa.

A dona do refrão do tal "casaco marrom" é a fofa "Bahaus Today". Junto com "Amarelinha", são velhas conhecidas do meu aparelho de som: as duas faixas estão no primeiro single do Luisa Mandou um Beijo, de 2002. O disquinho era uma prévia deste álbum lançado, depois de muita espera, pela Midsummer Madness em parceria com a Volume I Records.

A banda carioca mais irresistível do pedaço une guitarras distorcidas e um punhado de acordes bossanovísticos. Alguém dorme de "mansinho" na melhor faixa do disco, "Guardanapos", e outro alguém fala de "um cantinho e uma paixão" na já citada "Amarelinha”. Os diminutivos estão presentes na power bossa nova do Luisa, mas não são o maior destaque. O que mais chama a atenção e pega o ouvinte pelo ouvido são os solinhos ora de trompete, ora de flauta, sem esquecermos do vocal feminino na doçura certa para encantar e não enjoar.

Essa doçura fica a cargo da vocalista Flávia. A moça ainda é a responsável por uma das gargalhadas mais sinceras em uma música brasileira, bem no finalzinho da deliciosa “Julia”. Fernando Paiva, que assina todas as canções, e PP são os guitarristas. PC no baixo, Shouckbrou no trompete, Andrezinho na flauta e Luciano, que segura as baquetas também no Leela, completam o time de bons músicos.

Ao contarem a história de um cara chamado "Anselmo" eles citam Jean-Luc Godard e Luis Buñel e inserem um trecho do filme "Deus e O Diabo na Terra do Sol", de Glauber Rocha. "Anselmo, faça cinema por favor!/ Planos cortados e beijos em PB", "Tente filmar o que você sente" e "Quebre a narrativa e distorça o mundo" são alguns dos conselhos cantados por Flávia. A adaptação de "Carinhoso", composta por Pixinguinha, é cheia de graça.

Letras curtas e intimistas e melodias irresistíveis compõem canções que vagueiam sutilmente entre a MPB moderninha e o guitar rock nacional. Ouça, se sinta bem e não ligue se os indies disserem que o Luisa Mandou um Beijo é MPB de mais ou se os hippies afirmarem que o som é indie de mais.

A banda não gosta de flashs, para a alegria dos fotogênicos playmobils

» leia/escreva comentários (3)