Busca

»»

Cadastro



»» enviar

Temporada de crise

17.03.06

por Daniel Oliveira

Gatão de meia idade

(Brasil, 2006)

Dir.: Antônio Carlos da Fontoura
Elenco: Alexandre Borges, Julia Lemmertz, Cristiana Oliveira, Ângela Vieira, Renata Nascimento, Márcio Kieling, Paulo César Pereio

Princípio Ativo:
Episódios

receite essa matéria para um amigo

Filmado em vídeo de alta definição, “Gatão de meia idade”, baseado nas tiras de Miguel Paiva (Radical Chique), tem tudo para ser o próximo sitcom da Rede Globo. Nem precisa começar a produção de novo - o próprio material do filme com um pouco mais de encheção de lingüiça já rende uma temporada:

“Aquele em que o gatão fica com uma louraça e depois vai para casa assistir Cinegibi com a filha”
“Aquele em que o gatão fica com uma recalcada”
“Aquele em que o gatão fica com uma neurótica”
“Aquele em que o gatão fica com uma maníaca por limpeza”
“Aquele em que o gatão fica com uma intelectual”
“Aquele em que o gatão fica com uma ricaça”
“Aquele em que não tinha nada para acontecer e o gatão relembra suas ex-namoradas”
“Aquele em que o gatão xaveca uma ninfeta e uma colega dela o chama de tio”
“Aquele em que o gatão busca a ninfeta na escola e descobre que é a mesma onde sua filha estuda”
“Aquele em que a filha do gatão tem sua primeira menstruação”
“Aquele em que o gatão conhece sua versão mais jovem e se sente ameaçado”
“Aquele em que o gatão é comido pela executiva ninfomaníaca e entra em crise”
“Aquele em que o gatão entra em pânico ao saber que a filha vai morar em Miami com sua ex-mulher”
“Aquele sem nada de interessante e o gatão encontra com os amigos no bar para discutir a vida”
“Aquele em que o gatão em crise vai atrás da sua mãe”
“Aquele em que o gatão vai a uma festa e não fica com nenhuma garota”
“Aquele em que gatão encontra a ex-namorada motoqueira e segue a ex-mulher e seu novo namorado”
“Aquele em que o gatão descobre que a filha tem um namorado”
“Aquele sem garotas, em que o gatão brocha”
“Aquele em que o gatão encontra todas suas ex-namoradas”
“Aquele em que se descobre que o namorado da ex-mulher do gatão é um bandido”
“Aquele em que o gatão quase se reconcilia com a ex-mulher e que termina a temporada”

Viu? O timing cômico de Alexandre Borges no papel é ótimo e a atriz Renata Nascimento, que faz sua filha, também é boa. E o filme já conta com todas aquelas participações especiais, típicas de sitcom de sucesso, além da cenografia simples, quase artificial. Só que para ficar bom mesmo, tem que arrumar uma trilha sonora menos ultrapassada do que aquela anos 80 Blitz wannabe do filme.

Pena que acharam que juntando esse monte de pedaços de episódios resultava em um filme. Mais pena ainda do Paulo César Pereio, um patrimônio do cinema nacional, com cara de “o que é que eu estou fazendo aqui?” durante todo o longa. Ele e nós merecemos algo melhor.

Lemmertz, Nascimento e Borges: uma quase família em um quase filme

» leia/escreva comentários (4)