Busca

»»

Cadastro



»» enviar

Close, mas faltou o rolinho de primavera

04.07.08

por Cedê Silva

Kung Fu Panda

(EUA, 2008)

Dir.: John Stevenson & Mark Osborne
Vozes (leg.): Jack Black, Angelina Jolie, Dustin Hoffman, Jackie Chan, Lucy Liu

Princípio Ativo:
Estereótipos da China

receite essa matéria para um amigo

Menu – “Kung Fu Panda”, em cartaz nesta sexta-feira em todo o Brasil, começa com uma belíssima animação no melhor estilo Samurai Jack. O protagonista, um panda (que não chamarei de panda gorducho porque, além de clichê, seria pleonasmo) chamado Po, sonha a respeito de aventuras com seus cinco ídolos, que personificam os cinco estilos do Kung Fu.

Start – É o ponto de partida para uma narrativa típica do RPG de videogame. Protagonista mora com somente um dos pais (no caso, um ganso dono de um restaurante de macarrão). História começa com protagonista acordando - e de um sonho, ainda por cima. No dia, haverá grande evento na cidade: os Cinco Furiosos disputarão no Templo de Jade para ver quem é o Dragão Guerreiro – o herói que salvará a China do grande vilão Tai Lung.

Adivinha só quem vai cumprir a profecia...

Itens – E já que se passa na China, numa época não-mencionada, tome-lhe elementos... chineses para compor o cenário. E dá-lhe macarrão. E dá-lhe fogos de artifício. E dá-lhe acupuntura. E dá-lhe pergaminho misterioso. E claro, dá-lhe muito kung fu.

Como em bons filmes wuxia (“O Tigre e o Dragão” e “Herói”, por exemplo), o melhor está nos combates. Os personagens levitam graciosamente sobre os cenários, giram, se contorcem, e aplicam golpes poderosos. A cena da fuga de Tai Lung, em que ele escapa da prisão escalando pedras cadentes, é empolgante, assim como a luta entre Po e seu mestre Shifu por pasteizinhos. Lembra o Pai Mei de “Kill Bill” – aquele mestre rigoroso que sempre corrige a postura dos alunos com uma certa violência, e que é capaz de enfrentar todos eles ao mesmo tempo.

Options – O Pílula Pop foi a uma cabine da versão dublada, o que significa que em vez do elenco estelar (Jack Black, Angelina Jolie, Dustin Hoffman, Lucy Liu) ouvimos as vozes do competente, mas batido, elenco das dublagens de Sessão da Tarde. Mais que isso, ao elenco carioca. Assischta ao filme preparado para muitosch “mestresch” e arroisch chineisch.

Exit – “Kung Fu Panda” é mais infantil e menos original que “WALL-E”, mas ainda rende o mesmo em risadas. A animação é inspirada e as seqüências wuxia são um refresco entre tantas animações recentes. Em ano de Olimpíada na China, e agora que percebi que a lua no logo da DreamWorks até se parece com a foice comunista, está in curtir um yakisoba.

Mais pílulas:
- Shrek
- Bee Movie - A história de uma abelha
- A hora do rush 3
- ou Navegue por todas as críticas do Pílula

No quesito simpatia, ele não tem chance. Mas na luta, Po até encarava o WALL-E.

» leia/escreva comentários (1)