Nós podíamos ter tido tudo…

… mas a gente teve paciência e agora parece que vai ser melhor ainda! Tudo indica que a espera de quase três anos pelo CD novo da Adele – a inglesinha com vozeirão que mostrou com o ótimo “19” que nem só de drogas e vexames vivem as divas inglesas – vai valer a pena. Se as músicas estiverem à altura do single aí embaixo, não acredito que ninguém vá reclamar. Em Rolling in the deep, o estilo Motown e a voz rouca e potente da moça continua inconfundível, cantando sobre um cara que, aparentemente, teve o coração e a alma dela nas mãos… e fez merda. Quem não conhece essa história? Pois é, por isso que é tão bom. O clipe P&B (que não parece ser oficial), com cara de super-8 dos anos 70, não atrapalha nossa apreciação da música – pelo contrário. E, na linha do “em time que está ganhando…”, Adele batizou o álbum novamente com sua idade à época das gravações: “21” tem lançamento previsto para 22 de fevereiro do ano que vem. Considere-nos ansiosos, porém cheios de esperança.

  • A gente
  • Home
  • Retro
  • Homeopatia
  • Overdose
  • Plantão
  • Receituário
  • Ressonância
  • Sem categoria
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009