Você vai conhecer o homem dos seus sonhos

Algumas coisas doem. Ver “Zorra Total”. Bater o dedão na quina da cama. Músicas da Sandy. Benzetacil. Dizer que um filme do Woody Allen é (bem) ruim. Dói. Muito. Mas… ossos do ofício. Com o ritmo que o cineasta vem mantendo nos últimos anos, fatalmente tropeços acontecerão – alguns mais feios que outros. E “Você vai conhecer o homem dos seus sonhos” é o pior desde “Igual a tudo na vida”.