Busca

»»

Cadastro



»» enviar

Wall Street 2: O dinheiro nunca dorme

(...) O diretor demonstra a sedução oferecida pela “selva de pedra”, transformando em fetiche estruturas imponentes que, na verdade, são apenas a fachada brilhante escondendo o lado negro da avareza humana(...)


por Renné França

Coincidências do amor

(...) Um menino de sete anos de idade hipocondríaco, maníaco-depressivo e problemático, que rouba completamente a cena. Sabe Marvin, o paranoid android do “Guia do Mochileiro das Galáxias”? Pois é (...)


por Marcela Vieira

Resident Evil 4: Recomeço

(...) Na seleção natural proposta pelo longa, só as mulheres bonitas sobreviveram. O mundo parece evoluir para uma civilização caucasiana, já que as minorias presentes apenas servem de comida para mutantes (...)


por Renné França

A ressaca

(...) Torcer para que o longa fosse um hino à década de 80 e um novo ícone do bromance seria pedir demais? Aparentemente sim (...)


por Igor Vieira

Amor à distância

Muito antes de “Amor à distância” chegar aos cinemas, a base da sua trama já tinha sido cantada por Roberto Carlos. E se o rei disse tudo em quatro minutos (...)


por Renné França

Cabeça a prêmio

(...) Mesmo que o roteiro permita que Ricca trabalhe as personagens e seus universos de maneira clara, sem confundir o espectador, a quantidade de personagens e subtramas é prejudicial ao desenvolvimento do filme (...)


por Maíra Bueno

Nosso Lar

(...) “Nosso Lar”, o filme, é uma superprodução brasileira, com direito a trilha sonora de Philip Glass e efeitos especiais da mesma empresa responsável por “Fonte da Vida” e “Watchmen” (...)


por Renné França

Karatê Kid

(...) Continua sendo uma obra sobre superação, mas com um subtexto de honra e valores (...)


por Igor Costoli

O último mestre do ar

(...) O filme é uma bagunça. M. Night Shyamalan não consegue em nenhum momento colocá-lo de pé - simplesmente porque ele não tem uma espinha dorsal (...)


por Daniel Oliveira

Os mercenários

Exclusivo: Nenhuma linha sobre macacos!


por Igor Costoli