Busca

»»

Cadastro



»» enviar

Mau como o Pica-Pau

19.02.05

por Rodrigo Ortega

MQN - Bad Ass Rock and Roll

(Monstro, 2005)

Heart of stone, Let it Rock, Come into this place called hell

Princípio Ativo:
Birita até o amanhecer

receite essa matéria para um amigo

Bad Ass Rock and Roll, segundo álbum da banda goiana MQN, não deveria ser vendido em lojas de discos. Bancas de jornal são locais ainda mais impróprios. O álbum deveria estar nas prateleiras dos supermercados, ao lado das bebidas. Simples assim: você vai dar uma festa, aí compra aquele tanto de cerveja, destilados e Bad Ass Rock and Roll para acompanhar.

A faixa de abertura, “Come into this place called hell” já deixa clara a intenção de divertir com um rock barulhento e sem noção. Os responsáveis pela bagunça são Fabrício Nobre (vocal), CJ (guitarra), Jorge (baixo) e Miranda (bateria), junto com o produtor Iuri Freiberger (Tom Bloch, Walverdes, Frank Jorge, Réu e Condenado).

O MQN é uma das bandas mais ativas na cena independente nacional. Faz parte do cast da Monstro Discos, de Goiânia, onde trabalha o próprio Fabrício Nobre. Desde 1997 eles fazem shows e festivais pelo Brasil. Em 2002 lançaram o disco de estréia, Hellburst. Na turnê desse segundo disco a banda se apresenta desde a Outs, em São Paulo, até o Madeira Festival, em Porto Velho.

Bad Ass Rock and Roll tem pouco mais de meia hora de riffs e versos à la 70’s (Kiss), 90’s (Mudhoney) e 00’s (Queens of the Stone Age). Os refrões são básicos, palavras de ordem: “Let it rock now baby!”, canta Fabrício em “Let it rock”, com aquele vocal estourado tão comum no atual rock bacaninha.

O MQN recorre ao demônio na já citada “Come into this place called hell” e em “My baby sold her heart to the devil”, não para provocar medo, mas simpatia, e você até imagina um capetinha legal, dançando num inferninho qualquer. “Money so good” e “Hot’n Nasty” são as que mais lembram o velho hard rock. “Heart of stone” é a faixa mais empolgante. “The heat of your flash / makes me move on”, grita Fabrício.

“Cold Queen” tem backing vocals com participação dos gaúchos Beto Bruno e Marcelo Gross, da Cachorro Grande. Em “Got This Thing On The Move”, cover da antiga banda norte-americana Grand Funk Railroad, é o baterista Miranda quem assume os vocais. Bad Ass Rock and Roll não traz nenhuma idéia revolucionária e tem riffs repetitivos, mas não deixa de ser a pedida do momento para uma bombante festa no apê.

MQN: botando fogo de São Paulo a Porto Velho

» leia/escreva comentários (0)