Busca

Cadastro



enviar

Baladas e baladas

14.10.05

por Rodrigo Ortega

Franz Ferdinand - You Could Have It So Much Better

(Sony - importado, 2005)

Top 3: “The Fallen”, “Walk Away”, “Eleanor Puts Her Boots Back On” .

Princpio Ativo:
A onda

receite essa matéria para um amigo

“Agora a banda dele é tipo anos oitenta / Jogou o terno fora e pôs uma jaqueta”. Como cantam os gaúchos da Cachorro Grande em “Novo Super-Herói”, uma das músicas mais legais do seu último disco, a onda agora é fazer canções oitentistas e dançantes. Os escoceses do Franz Ferdinand são celebridades por isso. Lançam agora seu segundo álbum, You Could Have It So Much Better. Ainda nadam de braçada nos tais anos oitenta, mas diversificam o som para não voltarem ao mar dos one-hit-wonders quando a onda recuar.

Ao contrário do primeiro disco, que poderia tocar inteirinho em uma balada descolada sem diminuir o ritmo da moçada, em You Could Have It So Much Better o Franz Ferdinand grava sua primeira balada de verdade. Primeira, segunda e terceira: a sessentista “Eleanor Puts Her Boots Back On”, a super-romântica “Fade Together” e um dos maiores hits em potencial, “Walk Away”, já anunciada como segundo single. Surpreendem também com a faixa-título, muito anos 80, mas por outro caminho, recuperando o barulho descontrolado dos Pixies. Ótima.

A primeira música de trabalho do disco, “Do you want to”, vai ser lançada como single no Brasil pela gravadora Trama, que está se aventurando neste mercado ainda não explorado por aqui. Por isso eles adiaram o lançamento nacional do álbum, que é encontrado apenas na prateleira de importados, ou em qualquer Soulseek da vida. “Do you want to” é desconcertante de tão simples e direta. “When I woke up tonight, I said I’m / gonna make somebody love me / Now I know that it’s you (Quando eu acordei esta noite, eu disse / vou fazer alguém me amar / Agora eu sei que é você)”, canta Alex Kapranos, seguro de seu poder de sedução. A faixa deve garantir o lugar do Franz Ferdinand na crista da onda.

You Could Have It So Much Better já começa com a empolgante e guitarreira “The Fallen”. “You’re the reason I’m leaving” é outra candidata a tomar o lugar de “Take me out”, megahit do disco anterior, como coringa no set-lists de todos os DJs de rock. Os versos de Kapranos para outro homem fazem de “This Boy” a “Michael” (também do disco anterior) da coleção 2005/2006. “Outsiders” tem uma guitarra dançante que lembra “Another Brick on the Wall”, do Pink Floyd, e letra depressiva à Kurt Cobain, ou seja, credenciais para hino roqueiro.

Mesmo investindo em outras ondas, Kapranos e companhia não perdem aquele jeitinho franzferdinândico de ser. Em “Well that was easy”, a dinâmica muda bruscamente antes de Kapranos cantar com frieza os versos “Kill me now / Cause I’m leaving you now (Me mate agora / Porque eu vou te abandonar)”. Difícil imaginar algo mais típico destes escoceses. Pode até ser que o hype desta vez seja menor. Mas o Franz Ferdinand teve a manha de fazer um álbum ainda melhor do que o empolgante disco de estréia.

Os Franz Ferdinandos e suas jaquetas

leia/escreva comentários (6)