Busca

»»

Cadastro



»» enviar

Devagar e sempre (Parte 2)

27.10.05

por Pablo Moreno

Cardigans – Super extra gravity

(Universal, 2005)

Top 3: “I need some fine wine and you, you need to be nicer”, “In the round” e “Good morning Joan”.

Princípio Ativo:
Um bom single. Nada mais.

receite essa matéria para um amigo

Quando ouvi “I need some fine wine and you, you need to be nicer”, primeiro single de Super Extra Gravity do Cardigans, pensei que a fase cafoninha iniciada pela banda sueca em Long gone before daylight, de 2003, estivesse no fim.

Ao assistir ao clipe tive quase certeza. Aguardei ansiosamente o lançamento do álbum. Saí em busca dos nomes das faixas e minha curiosidade ficou mais aguçada ainda: “Drip drop teardrop”, “Holy love”, “Bonus” e “And then you kissed me (part 2)”.

Então, o dia esperado chegou. Tudo preparado. Na primeira audição e minhas expectativas escorrem ralo abaixo. Cafonice, músicas arrastadas, poucas novidades, pouca animação, pouca inspiração. Um disco em que tudo é pouco, enfim.

Na primeira faixa “Losing a friend” fica faltando o pedaço animado. A bateria marca como se o clímax estivesse pra chegar, mas a faixa acaba e nada. “Godspell” anima um pouco num baile da terceira idade. Poderia estar num especial de fim de ano do Robertão pós-Globo.

O ânimo chega com “I need some fine wine...”. Na situação de ouvinte puto resolvo ouvir 10 segundos de cada faixa pra ver se o clima animado começa a partir daí. Ledo engano. “Don’t blame your daughter” é sobra descarada do disco anterior e “Litlle black cloud” parece The Mamas and the Papas com menos vocalistas.

“In the round” merece ser ouvida inteira. Apesar de arrastada, o arranjo é interessante, e a repetição da mesma seqüência de notas o tempo todo somada a palminhas fica bacana. Serviria até como trilha sonora pras caras e bocas de Fernanda Lima em “Bang Bang”.

“Holly love” é chata. Teclados e vocais cansativos numa música que parece não ter fim. “Good morning Joan” é legal, por causa do clima britânico. Lembra Travis (por onde eles andam mesmo?). “And then you kissed me (part 2)” não merece muitos comentários porque é até constrangedor lembrar que essa é a mesma banda que já fez as excelentes “Happy meal” e “Happy meal II”. “Bonus”, a faixa 11, é boa porque só dura 22 segundos. Oba!

Pra terminar, uma frase que resume quase toda a audição. “Slow”, lado b que está na versão britânica do disco, mostra o ritmo adotado pelo Cardigans. Lentos, os suecos seguem na sua, diminuindo o passo a cada novo lançamento. Os sons eletrônicos de alguns discos atrás foram completamente abandonados. A alta velocidade de uma Nina Person loira-louca ao volante foi trocada pela lentidão de uma cabeleira escura que murmura: “slow... slooow... sloooooooooow...”.

Compre agora! A Maria Rita, pelo menos, adorou...

» leia/escreva comentários (17)