Busca

»»

Cadastro



»» enviar

De olhos bem abertos

15.06.06

por Rodrigo Ortega

Snow Patrol - Eyes Open

(Universal, 2006)

Top 3: “Chasing Cars”, “You’re all I have”, “You could be happy”.

Princípio Ativo:
Acessibilidade

receite essa matéria para um amigo

No prédio da antiga estação de trem de Belo Horizonte fica um museu dedicado aos trabalhadores. Na parte do comércio, há balanças das mais diversas dimensões: com pesos do tamanho da ponta de um lápis ou com pratos impossíveis de se carregar sozinho. Saber qual balança usar devia ser uma coisa importante antes da facilidade trazida por balanças mais modernas e eletrônicas.

Outra facilidade da eletrônica acontece na produção musical. A mesma palhetada, batida ou voz podem ser hoje modificadas de inúmeras formas. Explorar estas texturas e efeitos, por exemplo, é uma das especialidades da banda britânica Snow Patrol, que produz canções singulares e encantadoras. Depois de dois álbuns pelo selo independente Jeepster, eles lançaram um dos discos mais bacanas de 2004 pela Universal, Final Straw.

Todo este papo de balanças e texturas chega ao seguinte ponto: Eyes Open, novo disco do Snow Patrol, troca as possibilidades sonoras por uma produção mais comum. A diminuição da sutileza não muda necessariamente a qualidade do resultado. Mas talvez, como no caso dos antigos comerciantes, seja o caso de mudar de balança. Pequenos detalhes aqui contam menos do que refrões que pendem diretamente para uma audiência maior. Assim como os vizinhos do Belle and Sebastian, eles fazem músicas para se matar e também para morrer de dançar.

Eyes Open foi o primeiro disco do Snow Patrol a chegar ao topo das paradas britânicas. O primeiro single é “You’re all I have”, uma canção de amor com bateria forte e guitarras energéticas, que lembram o indie rock de arena dos Manic Street Preachers. Quem já quis dançar abraçado com a caixa de som na balada “Run”, do disco anterior, dá um pulo para trás com o riff quase hard-rock de “Hands Open”.

“Shut your eyes” tem um suingue inesperado para músicos de bochechas rosadas. Em compensação, “Chasing cars” é a música mais Snow Patrol do disco. É também a mais bonita, tanto que foi escolhida para a trilha do episódio final da mais recente temporada da hypada série Grey’s Anatomy. Nesta música, assim como em “You could be happy” ou “Set the light to the third bar” (com vocais da irmã do cantor canadense Rufus Wainright, Martha), é preciso retomar a balança sensível com pesos que quase flutuam.

O único erro de medida são os falsetes idênticos aos de Chris Martin em “Begining to get to me”. Porém, a banda continua criativa, mesmo neste disco mais acessível. É difícil se acostumar com tanta luz ao sair da confortável e mágica neblina de Final Straw. Mas Eyes Open é realmente um disco para ser ouvido com os olhos abertos.

Eles não são bonecos de neve do Coldplay

» leia/escreva comentários (9)