Busca

Cadastro



enviar

Tô nem A-Yeeeah!

08.08.06

por Braulio Lorentz

Luka – Sem Resposta

(Warner, 2006)

Top 3: “Não Sei”, “Quando Você Passa” e “Sem Resposta”.

Princpio Ativo:
Rock com gosto de plástico

receite essa matéria para um amigo

Onipresente nas pistas de dança em 2003 e 2004, “Tô nem aí” continua sendo o maior sucesso da carreira de Luka. A trajetória da cantora gaúcha foi curta e sem muitas escalas: dos barzinhos de Porto Alegre, a guria quase foi parar nas finais do programa FAMA, da Rede Globo. Daí para as paradas de sucesso bastou um pulo (ou vários deles, acompanhados de balançadinhas) em programas de auditório.

Só que neste segundo disco Luka não é mais a mesma. Ela mudou bastante depois de parir a primeira filha durante o hiato de gravações. Luka agora, vejam só, é uma roqueira! Ou tenta se vender como uma. Eu é que não vou comprar! Mesmo assim, segue a lista com cinco provas da mudança de estilo:

1 – Segurou uma guitarra na capa.

O olhar fatal do disco disco de estréia saiu para passear. Agora ela empunha sua guitarra e faz até carinha de má. As poses são outras e os climas das canções também. Pena que ela toque guitarra em apenas uma faixa. “Mãos Vazias” faz valer os depoimentos de Luka afirmando que gosta muito de The Cranberries. Não precisava de tanto berro.

2 – Gravou música dos conterrâneos do TNT.

Mas não basta segurar o instrumento, é preciso ter o som do mesmo no disco. Para tanto, Luka usurpou uma composição do repertório do TNT. “Não Sei” ganha uma roupagem menos de garagem e tem uma gargalhada no começo. Provavelmente, o “ha ha ha” é para dar a impressão de estarmos ouvindo uma versão descompromissada.

3 – Emendou um monte de “rock balads”.

Longe do desprendimento da estréia, a faixa-título deste novo disco é bastante soturna (ui!). “Quando Você Passa” é a música mais bacana que Luka já compôs. A balada – até que bonitinha e pouco ordinária – pode agradar aos que não se importam com a falta de sal de bandas como Brava ou Kid Abelha. Em momento parecido, porém mais infeliz, Luka entrega uma faixa que parece ter sido cantada por Sandy, com a exceção do refrão Shakiriano. Não à toa, “Pensando em Nós” vence fácil a difícil disputa pelo título de pior canção do CD.

4 – Mudou o rumo das participações especiais.

Luka assina sete das onze faixas e Latino, autor de “Tô Nem Aí”, não aparece sequer para assinar uma letra ou tomar um café. As participações especiais agora são outras: Serginho Moah, vocalista da banda Papas da Língua, empresta sua voz de Lulu Santos gripado para a terrível “A Aposta” e Lanlan é a percussionista em todas as faixas.

5 – Ganhou destaque no Saldão Rock.

Em uma das lojas virtuais do ramo de discos, Sem Resposta aparece na promoção “Saldão Rock”. Uau!? Não, não é para tanto.

Olha a guitarra aí de novo!

leia/escreva comentários (68)