Busca

»»

Cadastro



»» enviar

Cinco dicas para escapar de “Grace Kelly”

16.03.07

por Braulio Lorentz

Mika – Life in a Cartoon Motion

(Universal – Importado, 2007)

Top 3: “Grace Kelly”, “Lollipop” e “Stuck In a Middle”.

Princípio Ativo:
"Grace Kelly"

receite essa matéria para um amigo

1) Ao pegar o disco de estréia de um rapaz libanês chamado Mika pule as faixas um (a pegajosa “Grace Kelly”, que dói de tão boa) e dois (a bobinha “Lollipop”, com pirulitos e amores nos mesmos versos). Prometo que é pro seu próprio bem. Você não quer deixar uma música no repeat por mais de uma hora. Com seu last.fm ligado, então, nem se fala. Mas se você ouvir “Grace Kelly”, e ouvir outra vez, e outra, e mais outra... Saiba que não estás sozinho. Mais de meio milhão de pessoas ouviram o hit no MySpace do cara.

2) Todo cuidado é pouco ao ligar a TV. “Grace Kelly” já tem clipe. E o clipe tem dancinhas de pés em cima da mesa, Mika rebolando e jogando o microfone pra lá e pra cá, tias gordas que chegam com pratos de comida no fim da festa, uma menina bizarra de franjinha e chuva de papel picado. É muita coisa para um vídeo só. De alguma delas, você pode gostar.

3) Quando seu amigo estiver com o dedo (ou a setinha do mouse) próximo(a) ao play falando sobre “um cantor de 23 anos que chegou na parte mais alta da parada inglesa de singles, álbuns e downloads ao mesmo tempo” tape os ouvidos e comece a gritar “Lalalalala”. Seu amigo pode errar a mão e soltar baladas enjoativas como “Any Other World” e “Happy Ending”. O par de faixas só chega perto do legal lá pela décima audição. Outras duas babas, por outro lado, grudam instantaneamente. “Billy Brown” é sobre um romance gay protagonizado pelo personagem-título e “My Interpretation” nos faz lembrar que o novo CD de James Blunt vem logo por aí.

4) As babas que colam na hora ou que demoram pra colar não chegam aos pés dos melhores falsetes do disco (“Grace Kelly”, “Lollipop” e a ainda não citada “Stuck In a Middle”). Portanto, mantenha distância do Top 3. Nos momentos discoteca, o vocal de Mika fica perdidinho entre batidas e afetações. Life in a Cartoon Motion poderia ter músicas com os versos “So I try a little Robbie Williams” (“Big Girl”) ou “So I try a little Eminem” (“Love Today”), em alusão ao “So I try a little Freddie”, de “Grace Kelly” (já falei que ela é ótima?).

5) Se mesmo assim você quiser ouvir algo deste tal de Mika, vá direto no primeiro single pré-álbum, “Relax (Take It Easy)”. Ela afugenta qualquer fã em potencial. Você sequer terá vontade de ouvir a versão acústica de “Grace Kelly”, tocada no mesmo piano em que Freddie Mercury compôs canções do Queen.

Comprovado. Calças justas não interferem no equilíbrio em banquinhos

» leia/escreva comentários (8)