Busca

Cadastro



enviar

Rei dos insultos

15.11.04

por Rodrigo Ortega

Eminem – Encore

(Universal, 2004)

Top 3: “Like Toy Soldiers”, “Never Enough” e “Puke”.

Princpio Ativo:
Tragédia + deboche

receite essa matéria para um amigo

São dias sombrios e um exército de adolescentes está ansioso a espera do seu líder. “É bom estar de volta!”, brada Eminem em “Mosh”, single do seu novo álbum, Encore. Sua metralhadora atira para todos os lados: Michael Jackson, George W. Bush, a ex-mulher, a mãe, Britney Spears e até o finado Christopher Reeve.

“Você me acha ofensivo? Pois eu te acho ofensivo por me achar ofensivo”, canta em “Rain Man”, confortável na posição de inimigo público. Tragédias pessoais e batidas pesadas, deboche e refrões engraçadinhos. Eis a fórmula que atingiu em cheio a geração 00, ao mesmo tempo deprimida e ávida por diversão.

O primeiro ataque vai na direção de Michael Jackson. “Venham criancinhas no meu colo / adivinha quem está de volta com um novo rap?”, canta Eminem em “Just lose it”. A batida dançante lembra o megahit “Without me”, de seu álbum anterior The Eminem Show, de 2002.

O segundo alvo é George W. Bush. Em “Mosh” o rapper de Detroit canta “Fuck Bush” e “No more blood for oil” acompanhado de uma batida nervosa e claustrofóbica. Inocente mas cativante. Ele grita como nunca e eu tenho medo.

Sua ex-mulher Kim também não sai ilesa e ganha de presente a melhor faixa do álbum, “Puke”, com o singelo refrão “Você não sabe como me deixa enjoado / cada vez que penso em você eu vomito”. Além dos insultos convencionais, Eminem mostra em Encore um gosto especial por sons porquinhos de peidos, vômitos e arrotos.

Debbie, a mamãe malvada de Eminem continua recebendo xingamentos pesados em “Evil Deeds”, assim como as queridinhas da América Britney Spears, Gwen Stefany, Mary Kate e Ashley na impagável “Ass like that”.

Com a ajuda de sempre de Dr. Dre, além de convidados como 50 Cent e Nate Dogg, o rapper branquelo solta hits certeiros como “Big Weenie”, “Yellow Brick Road” e “My 1st Single”, que zoa com Christopher “Superman” Reeve. “Never Enough” tem um dos refrões mais divertidos da temporada e “Like Toy Soldiers” é surpreendentemente sensível e comovente.

Encore só derrapa na gangsta-wannabe “One shot 2 shot” com sua banda D-12, e a açucarada “Spend Some Time”, ridícula tentativa de ser malvado e romântico. “Mesmo que meu pau esteja bem enfiado em você / Você deve saber que nós somos almas gêmeas”. !?!

“Nós falamos a uma geração de adolescentes raivosos / que se não fosse pelo rap para preencher o vazio / talvez se rendesse ao racismo”, Eminem entrega o segredo do seu poder na última faixa, auto-intitulada, seguro com sua fórmula, com Encore vendendo em todo o mundo feito água.

“Ele é debochado, ele é tatuado, ele é mau, ele é fortão. Ele é o Eminem”

leia/escreva comentários (0)