Busca

»»

Cadastro



»» enviar

Elas não cansam de ser sexy

30.11.04

por Braulio Lorentz

Destiny's Child - Destiny Fulfilled

(Universal, 2004)

Top 3: “Bad Habit”, "If" e "Free".

Princípio Ativo:
Sacanagem

receite essa matéria para um amigo

Uma carreira solo consolidada e confortável não deve impedir que a formação clássica de uma banda volte a dar o ar da graça, não é mesmo? E se estamos diante de uma fórmula bem-sucedida responsável por hits e mais hits, por que não deixar que o trabalho paralelo de um dos componentes influencie a carreira do grupo? A volta da vez é de Beyonce Knowles e suas companheiras de Destiny's Child, por mais que o começo do texto também se encaixe na trajetória recente de Frejat e seu Barão Vermelho.

Com uma ou outra exceção, as 12 faixas de Destiny Fulfilled são prova de que o disco busca inspiração no estrondoso sucesso da mulher que já me causou constrangimento ao dar uma cambalhota na areia ao som de "Baby Boy". "Ficamos felizes uma pelas outras. Podemos ficar um tempo sozinhas, mas podemos também voltar", resume Beyonce.

O clima de "amigas para sempre é o que nós iremos ser" marca o sexto álbum da trupe formada por Beyonce Knowles, Kelly Rowland e Michelle Williams. Quem assina a produção executiva são as três integrantes e Mathew Knowles, empresário e pai de Beyonce. E não é só isso: a líder da banda também é a co-produtora de todas as faixas. De resto, o CD é uma colcha de retalhos de produtores, dentre os quais está o onipresente Rich Harrison, responsável pelo não-recomendado Rebirth, de Jennifer Lopez.

O primeiro single, "Lose My Breath", faz qualquer baby boy perder o fôlego ao som das baforadinhas do trio. Desde "Quero te encontrar", de Claudinho & Buchecha, não se via um ruído tão simples ser alçado ao pavilhão do pop. Aqueles "Haa, Haa´s" depois de cada refrão são uma sacada tão cool quanto o caminhar chacoalhante da Naught Girl Knowles.

Baladas R&B como a faixa bônus “Game Over” e as da deliciosa seqüência "Bad Habit", "If" e “Free” são o grande destaque do disco. Letras de fazer corar a bochecha do Cumpadi Washington também estão espalhados ao longo dos 52 minutos de música. Na mediana "T-shirt", a or-di-ná-ria Beyonce sussura: "Keep It Right There/ Oh, Wait, Wait, Yeah/ Keep It Right There/ You Driving Me Crazy", frases que não precisam de tradução, se você conhece um pouco o vocabulário básico dos filmes pornô.

A irritante e radiofônica “Soldier”, cantada em parceria com os rappers LilWayne e T.I., é outra com versos sutis como um disco do Emimen: “Eu preciso de um soldado/ Que não tenha medo de me proteger/ E que saiba carregar uma coisa grande/ Se é que você me entende”. Não precisava de tanto esforço para tentar parecer sexy, bastava duas ou três baforadas.

As três amigas Michelle, Beyonce e Kelly

» leia/escreva comentários (8)