A A
RSS

Grey’s anatomy 7×09 Slow night, so long

por

19 de novembro de 2010

Receituário, TV

Este episódio serve como prova de que “Grey’s” está mesmo em uma fase ascendente. Mesmo sem nenhum grande desenvolvimento na história nem um final de cair o queixo, Slow night, so long teve momentos engraçados (Bailey bêbada) e emocionantes (Lexie e os pais dos irmãos atropelados). Foi um episódio “intermediário” (para ajudar a encher os 22 que eles têm que produzir todo ano) e isso, num caso raro para a série, passou longe de ser ruim.

“So far so good, she’s absolutely wasted”
Em comemoração à liberação da verba para o Estudo Clínico de Derek sobre Alzheimer, os supervisores vão encher a cara no Joe’s. Lá, eles descobrem que Cristina tem um novo emprego, como barwoman – e quando ela inventou um drinque chamado “Alzheimer precoce” e bebeu com os ex-colegas, a gente teve medo de onde isso ia terminar.

Teddy reclamou de seus pretendentes virtuais – ok, nós não gostávamos muito da personagem, mas estamos começando a nos acostumar com uma mulher completamente desequilibrada e mal resolvida, pra variar, em “Grey’s anatomy”. Callie tentou limpar o paladar. E Bailey revelou a única química em que sua sabedoria incomensurável não é especialista: álcool. Hilariamente bêbada, Miranda aconselhou April sobre virgindade. Porque Bailey bêbada fala sobre relacionamentos. E fístulas.

Pois é... nós também.
Pois é... nós também.

“No tears are gone, they’re leaving their mark behind”
Enquanto isso no Seattle Grace, os residentes tiveram que encarar um plantão noturno sem supervisores – aparentemente, esta é a regra na maioria dos hospitais #medo. Claro que isso ainda podia ficar pior com a presença de Dr. Stark, o pior médico-professor da história (aliás, o ator Peter MacNicol só faz personagens detestáveis, lembra dele na quinta temporada de “24 horas”?). Se não fosse por Karev, que está se tornando um rockstar da pediatria, criancinhas estariam morrendo no SG (Arizona, CADÊ VOCÊ?).

Stark deixou um paciente pós-cirúrgico aos cuidados de Meredith. Quando a mãe do menino, enfermeira, suspeitou das dores abdominais que ele sentia, Grey chamou o cirurgião pediátrico que se recusou a examiná-lo, alegando que eram gases. Óbvio que não era: após os exames (conseguidos com a ajuda do Chefe Webber, outro rockstar do episódio) apontarem uma úlcera perfurada, Meredith foi salva por Alex. Os dois reservaram uma Sala de Cirurgia, coordenaram a equipe e salvaram o garoto. E se perguntaram se seriam os únicos a cruzar a linha de chegada na melhor cena da noite, que nos fez sentir nostálgicos por Izzie e George depois de muito tempo. Destaque ainda para a expressão da dupla de residentes durante o esporro de Stark, olhando para o Chefe todo orgulhoso atrás dele.

Por falar em Karev, ele e Jackson não estão putos um com o outro. Porque eles são meninos. And boys are boys. A gente achou que a briga da semana passada ia render mais, mas… faz sentido. Avery, aliás, tem problemas próprios para resolver: leia-se, a culpa que sente por ter sobrevivido, e Charles não. Ela quase interferiu quando ele, Lexie e Hunt tratavam dois irmãos arrebentados ao tentarem ultrapassar um trem (#idiocyalert). Para falar a verdade, essa é a storyline mais fraca da temporada até agora e não nos convence nem um pouco – tanto pela atuação quanto pelo texto. Tomara que se resolva logo.

E se Jackson está ok com Alex, April estava toda “virgem maculada”. Sem querer olhar ou falar com Karev (não sem certa razão), ela tratou dois adolescentes que se colaram com Super Bonder para o menino não ter que se mudar com os pais. Uma boa forma encontrada pelos roteiristas para ilustrar a imaturidade emocional de Kepner, ela mesma uma quase-criança romântica.

Ao final, eles voltam para casa comendo pizza gelada em busca de uma cerveja às 6h da manhã e Hunt resgata Yang, demitida e fazendo um lapdance em um cara tosco. “OMG, it’s my boyfriend”, “Husband. I’m your husband”. Enquanto ele segurava a cabeça dela no vaso, a gente torcia do fundo do coração para que Derek consiga convencê-la a ajudá-lo no Estudo Clínico durante a pescaria aí embaixo. Por mais que a Cristina versão “Coiote Ugly sem noção” mereça entrar para os anais de “Grey’s anatomy”.

Tags: , , , , , ,

Leave a Reply

*

Pílula no Facebook

Enquanto isso, no Twitter

Arquivos

Categorias

-->

resume writing services