Busca

»»

Cadastro



»» enviar

Scarlett Johansson

por Marcela Vieira

receite essa matéria para um amigo


Moça com brinco de pérola
Os homens querem Scarlett. As mulheres querem ser Scarlett. Há exceções, afinal o ditado diz que toda unanimidade é burra. Mas elas são raras. Como alguém tão pequeno – ela tem apenas 1.63m – consegue causar tanto furor no mundo todo? Scarlett Johansson sabe a resposta.

A voz rouca, os lábios carnudos e todo o resto fazem de Johansson uma das mais cobiçadas, bem pagas e lindas mulheres de Hollywood. Indicada quatro vezes ao Globo de Ouro, esta legítima nova-iorquina, nascida aos 22 de novembro de 1984, já deixou homens de várias idades suspirando por ela.

Descendente de dinamarqueses e poloneses, Johansson tem o cinema no sangue. É neta de um roteirista e sua irmã também é atriz, porém não tão famosa quanto a caçula do clã, que divide os mimos da casa com o irmão gêmeo Hunter. Ela começou a despontar para o sucesso em “O Encantador de Cavalos”, de 1998, ao lado de Robert Redford, e foi a lolita que seduziu Billy Bob Thornton em “O homem que não estava lá”, dos irmãos Coen. Em 2001, fez o cult “Mundo cão”, mas foi no mais cult ainda “Encontros e Desencontros”, de 2003, dirigido por Sofia Coppola, que Scarlett virou febre mundial.

E que febre. A temperatura de Woody Allen subiu tanto que ela se tornou a menina dos olhos do diretor, que a queria de todo jeito para seu primeiro filme fora de Nova Iorque: “Match Point”, de 2005.

Além de mais um filme de Allen, “Scoop – O Grande Furo”, a moça teve muito trabalho nos últimos anos. Desde o não tão bom “A Ilha”, de Michael Bay, ao ótimo “O Grande Truque”, de Christopher Nolan, e ao noir “Dália Negra”, de Brian De Palma.

Se na vida profissional a agitação era grande, na vida pessoal nem tanto assim. O coração de Scarlett sempre foi calminho. Seus únicos donos famosos foram Benicio Del Toro e Josh Hartnett. E, há quem diga, ela teria sido pivô da separação de Justin Timberlake e Cameron Diaz. Recentemente ScarJo, noiva do ex-Alanis Morissette Ryan Reynolds, lançou seu primeiro CD.

Defensora escancarada do candidato a dono do mundo, digo, presidente dos Estados Unidos Barack Obama, já declarou que estava noiva dele, de tão engajada que estava em sua campanha. Além de linda, famosa e muito talentosa, Scarlett Johansson ainda é bastante autêntica e independente, mesmo que precise de “muito amor e carinho”. Defeitos? Ela tem características obssessivas, como fazer ela mesma suas unhas de madrugada porque nenhuma manicure consegue fazer direito.

E a altura, talvez. Mas com tantas qualidades assim, fica fácil saber por que tamanho jamais foi documento.

Moça com futuro de ouro
Filmografia

» leia/escreva comentários (6)