Busca

»»

Cadastro



»» enviar

Los Hermanos

por Tahiana Máximo

receite essa matéria para um amigo


Carinhas de bons-moços
Foi-se o tempo em que hermanos era uma palavra que se referia aos nossos "amigos" argentinos. Hoje a palavra remete a caras barbudos cantando melodias sensíveis sobre o amor. Uma banda de... de que mesmo? Buscando inspiração para esse texto, dei um pulo na Rádio Uol para escutar umas músicas do Los Hermanos. Mas onde estavam? Na lista de músicas brasileiras? Não. Rock nacional? Não. Pop nacional? Sério? Sim, estava lá. Para mim, ainda não definia muito bem.


Os hermanos cariocas se conheceram na faculdade de jornalismo. O tecladista Bruno Medina foi assistir ao ensaio de uma banda formada por Marcelo Camelo, Rodrigo Barba e vários integrantes que não duraram muitos ensaios, e acabou entrando no grupo. Logo depois chegaram Rodrigo Amarante e o baixista Patrick Laplan. As fitas demo do quinteto não demoraram a se espalhar por aí, trazendo certa fama para os garotos.

Então, veio o festival Abril Pro Rock de 1999. Aos olhos curiosos do público, a banda chamou atenção pelo hardcore com letras de amor e pelos ternos que eles usavam no palco. O Los Hermanos fechou um contrato com a extinta Abril Music e lançou, em 1999, o disco homônimo com o hit “Anna Julia”, que catapultou a banda às rádios.

Pressionados pela fama repentina, eles se recolheram para um sítio para jogar bola, bater papo e gravar o segundo disco. A convivência revelou afinidades, mas apontou também as dissidências, e Patrick deixou a banda. Em 2001, o Los Hermanos colocou o seu Bloco do Eu Sozinho na rua e assustou algumas pessoas. O disco se distanciava do primeiro trabalho e deixava claro que eles seguiriam um novo caminho, mais reflexivo, menos Mariana Ximenes.

O novo rumo trouxe problemas com a gravadora, que se valia do chavão “o disco não é comercial”. No entanto, Bloco do Eu Sozinho garantiu ao Los Hermanos o sonho de toda banda: um público fiel.

Ventura foi lançado em 2003, pela gravadora BMG, perante muita expectativa. A repercussão foi boa e as platéias dos shows aumentaram ainda mais. No 4º disco, 4, a intenção era ser simples. Como o nome. Mais uma vez, o refúgio no sítio rendeu um álbum sensível e bem trabalhado, coerente com os caminhos trilhados até ali.

A bomba veio em forma de nota oficial, em abril de 2007: “A banda Los Hermanos comunica a decisão de entrar em recesso por tempo indeterminado. Por conta disso, não há previsão de lançamento de um novo disco.” Os shows de despedida acontecem em junho, na Fundição Progresso, no Rio de Janeiro. Os meninos insistem em afirmar que não houve desentendimento entre eles e muita gente continua sem entender o que aconteceu. Mas quando se trata de Los Hermanos, nem tudo tem uma explicação.

Força, Barba!
Discografia:
  • Los Hermanos (1999)
  • Bloco do Eu Sozinho (2001)
  • Ventura (2003)
  • 4 (2006)

» leia/escreva comentários (21)