Busca

»»

Cadastro



»» enviar

ESPECIAL SIMPSONS: Springfield, Estados Unidos

por Flávia Cabral

receite essa matéria para um amigo


O coração da cidade
Springfield existe? Uma das respostas pode ser aquela que se usa para explicar Minas Gerais: assim como Minas, Springfield são várias. Não só por existirem, principalmente nos EUA, várias cidades com esse nome, mas porque a criação de Matt Groening & cia. parece inspirada em qualquer ou várias cidades daquele país. Embora já circulem pela internet mapas com a localização aparentemente exata de todos os pontos geográficos, as informações sobre eles colidem a cada episódio – talvez uma brincadeira de gato e rato dos próprios roteiristas. Mas isso é o de menos. Como afirmou Groening em entrevistas para o lançamento do filme, “Springfield está em seu coração”.

A Springfield da família Simpson nasceu de um engano. Daí talvez venha fama nada positiva da cidade. Liderados por Jebediah Obadiah Zachariah Jedediah Springfield, pioneiros ingleses chegaram ao local em 1796, após uma interpretação errada de uma passagem da Bíblia.

Mas essa história tem seu reverso. Imortalizado como herói, o fundador Jebediah ganhou até uma estátua de bronze em frente à prefeitura. Só que no episódio "Lisa, a Iconoclasta", a menina-prodígio descobre que Jebediah na verdade chamava-se Hans Sprungfeld e era um pirata assassino e inimigo de George Washington (!). Entre a verdade a lenda, publicou-se a lenda: Lisa decidiu que o mito de Jebediah deveria ser preservado. Afinal, até eles precisam de heróis.

Não se sabe ao certo a população de Springfield. As contagens fornecem dados em torno de 30 a 50 mil habitantes. De qualquer forma, um lugar pequeno. Que ainda assim, possui museus, shoppings, um presídio estadual, uma corte superior de justiça e até uma usina nuclear. Os prédios freqüentemente mudam de posição de episódio a episódio. Às vezes existem arranha-céus no centro, que em outros episódios “se transformam” em pequenas lojas.

A cidade possui tantas características geográficas (muitas contraditórias), que localizá-la no mundo real seria uma tarefa dificílima: cadeias de montanhas, um deserto, um porto e até um vulcão compõem a geografia local. Quase todos os desastres naturais também já passaram por ali - tufões, furacões, terremotos, chuva ácida. E embora esteja incrustada em uma área de muita chuva e neve pesada, a maioria dos dias na cidade é ensolarado.

Ao longo das temporadas, a cidade simpsoniana também já ganhou o topo de vários rankings. Dentre eles: pior cidade da América; cidade menos popular da América; cidade mais gorda dos Estados Unidos; e menor comparecimento à votação do país. Também foi considerada “O balde de criptônio da América”, conseqüência do alto índice de lixo radioativo despejado diariamente em praças, parques e outros lugares propícios, pela Usina Nuclear do Sr. Burns.

E as artérias
Filmografia
  • Os Simpsons - o filme (2007)
  • Os Simpsons, TV (1989- )

» leia/escreva comentários (1)