Busca

»»

Cadastro



»» enviar

The Fresh Prince of Beijing

30.08.10

por Igor Costoli

Karatê Kid

(EUA/China, 2010)

Dir.: Harald Zwart
Elenco: Jaden Smith, Jackie Chan, Taraji P. Henson, Wenwen Han, Zhenwei Wang

Princípio Ativo:
Tortura chinesa

receite essa matéria para um amigo

Jaden Smith é o pequeno Dre, que entrou como mala na roubada da mãe, transferida para a unidade de seu emprego (Henson) em Pequim. Ele deixa para trás amigos e família e vai morar em uma terra nova, encontrar um idioma que não domina e enfrentar os valentões da nova escola.

Refilmagens, além de gritar a atual falta de ideias em Hollywood, levantam sempre duas questões: porque refazer um filme que já é bom? E se ele não for bom, por que refazer? A última ainda não possui resposta, mas é possível elaborar algumas para a primeira.

Mudar detalhes e irritar antigos fãs
- Filho, se você quiser aprender karatê...
- Kung fu, mãe! É kung Fu!
- Kung fu, karatê, não é tudo a mesma coisa?


Esta é a mudança mais óbvia entre este e o original de 1984. Tanto que o que mais se encontra pela web são sátiras e gente que se refere ao filme como Kung Fu Kid – nome que, de fato, seria mais honesto.

Apresentá-lo a novas gerações
No original, o público simpatizava com Daniel Larusso (Ralph Macchio) por ele ser um cara legal: o estereótipo do loser capaz de gerar uma identificação positiva. Dre é diferente. Sua personalidade está diretamente ligada a uma nova linha de protagonistas de desenhos (Danny Phanton, Jake Long, até mesmo o Timmy de Padrinhos Mágicos), figuras que podem até sofrer bullying, mas mantendo uma pose cool e atitude de quem sabe tudo. Dre é arrogante e antipático por meio filme - e é difícil gostar dele, até que...

Homenagem
...Han (Chan) assume o papel que rendeu uma indicação ao Oscar de ator coadjuvante para Pat Morita pelo Sr. Miyagi. Se por um lado ele recebe falas piores e constrói um personagem melancólico que desperdiça seu carisma, sua função se justifica pela diferença entre Daniel-San e Xiao Dre.

Daniel, no original, aprendia a se impor e a ver como a filosofia do karatê se aplicava à vida. Dre precisa de mais, a começar por noções básicas de respeito e educação. Essa talvez seja a grande força do filme, que continua sendo uma obra sobre superação, mas com um subtexto de honra e valores.

Oferecer algo que o anterior não tinha
No original, nunca duvidamos de que o Sr. Miyagi detona a gangue de karatecas. Mas a coreografia de Chan contra os opressores de Dre tem todo o espetáculo sem o qual uma refilmagem como esta não se justificaria. Mesmo com pequenas mudanças no processo de treinamento, a evolução física e a boa montagem dos exercícios pouco ortodoxos funcionam. E a seqüência final, mesmo com alguns exageros, cumpre sua parte.

Fazer dinheiro fácil
“Karatê Kid” é um filme de família, para pais que adoravam a série original levarem seus filhos. Do mesmo modo, é uma obra comercial até a medula, mas com uma mensagem que adultos e pequenos não terão trabalho para gostar. Por isso mesmo, dificilmente fará feio nas bilheterias daqui.

Mais pílulas:
- Kung Fu Panda
- Como treinar seu dragão
- Besouro
- Navegue por todas as críticas do Pílula

Até chegar aqui, ele precisou pintar muita cerca para cima e para baixo vestir, tirar e pendurar muito seu casaco.

» leia/escreva comentários (4)