Busca

»»

Cadastro



»» enviar

Em respeito à câmera lenta

07.10.10

por Renné França

A lenda dos guardiões

(Legend of the guardians: The owls of Ga’Hoole, EUA/Austrália, 2010)

Dir.: Zack Snyder
Vozes de: Ryan Kwanten, Abbie Cornish, Anthony LaPaglia, Helen Mirren, Geoffrey Rush

Princípio Ativo:
Câmera lenta

receite essa matéria para um amigo

E não é que Zack Snyder conseguiu colocar em câmera lenta uma cena envolvendo corujas?

A primeira vez que apertei o botão de slow foi no videocassete no clímax de “Atirando para Matar”. O cara da locadora tinha dito que, fazendo isso, dava para ver em detalhes a orelha do vilão sendo arrancada pelo tiro do mocinho. Desde então, câmera lenta para mim era isso: um recurso para visualizar melhor detalhes de uma cena.

Aí veio o John Woo e fez do slow motion um recurso gráfico. Os Wachowski incrementaram a fórmula em “Matrix”. E, a partir daí, Snyder e Paul W. S. Anderson entenderam que cinema é só isso.

Em “A Lenda dos Guardiões”, Soren é uma coruja sonhadora que precisa encontrar a árvore onde vivem os guardiões do título, os únicos que podem salvar o mundo (ou coisa que o valha). Sombria demais para as crianças e infantil demais para os adultos, a animação recicla “Em Busca do Vale Encantado”, “Star Wars” e a eterna rivalidade entre irmãos que existe desde Caim e Abel. Além disso, as corujas são parecidas demais, o que causa confusão para acompanhar a trama e torcer pelos personagens.

Apesar dos efeitos especiais, trata-se do pior filme do diretor de “Watchmen” e “300”, uma história com muito estilo e pouca emoção que só empolga na batalha final. E dá-lhe vôos em câmera lenta com trilha sonora eclética (até uma versão de “Carmen”, de Bizet, entra na bagunça)...

Para um diretor que parece não compreender a função original do slow motion, aí vai uma lista de cenas que, essas sim, merecem ser vistas bem devagar

1- O atropelamento de Brad Pitt em “Encontro Marcado” (em uma palavra: uau)

2- A entrada sorrateira de Obi-Wan na nave da Padmé no final de “A Vingança dos Sith” (sério: alguém viu aquilo de primeira?)

3- O assassinato de Sonny em “O Poderoso Chefão” (buracos de balas explodindo na roupa, sangue voando para todos os lados... che bello!)

4- Os golpes de Matt Damon em qualquer filme da trilogia Bourne (rápido, seco e mortal).

5- Heather Graham tirando a roupa para Mark Wahlberg em “Boogie Nights” (muito rápido).

6- Gene Kelly dançando I Got Rhythm em “Sinfonia em Paris”, ou sapateando Moses Supposes com Donald O’Connor em “Cantando na Chuva” (watch and learn, “Glee”).

7- Jackie Chan lutando bêbado contra a máfia chinesa em “O Mestre Invencível” (sem cordas e efeitos especiais).

8- Qualquer cena de ação de “Transformers – A Vingança dos Derrotados” (única forma de entender minimamente o que está acontecendo).

9- A explosão do hospital em “O Cavaleiro das Trevas” (a destruição pode ser incrivelmente bonita).

10- A cena da barraca em “Eclipse” (para prestar atenção em todos os olhares e gestos de um dos momentos mais românticos do ano).

Agora é torcer para que Snyder aprenda a lição antes de começar seu “Superman”...

Mais pílulas:
- Navegue por todas as críticas do Pílula

Decida rápido: o que é mais estranho, corujas em 3D ou seres azuis que fazem sexo pelo rabo em 3D?

» leia/escreva comentários (0)