Busca

»»

Cadastro



»» enviar

Truques do Hard-fi

23.06.06

por Isabel Furtado

Hard-fi – Stars of CCTV

(Warner, 2006)

Top 3: “Cash Machine”, “Hard to beat” e “Stars of CCTV”.

Princípio Ativo:
Impacto

receite essa matéria para um amigo

Os ingleses do Hard-fi colocaram seu filho único no mundo em novembro de 2004, mas é só agora, um ano e meio depois do lançamento, que o impactante Stars of CCTV chega ao Brasil.

Para a gravação de estréia, o grupo fez de tudo para encontrar uma sonoridade original. O disco foi gravado em um escritório abandonado de uma rede de táxis, inicialmente com apenas seis faixas. Depois foi mixado diversas vezes em uma variedade de ambientes acústicos pouco usuais, como pubs e a BMW do produtor.

Apenas 500 cópias da gravação foram colocadas à venda, mas graças ao seu sucesso imediato o Hard-fi assinou com a Atlantic Records e teve a chance de regravar o CD. O grupo escolheu manter o escritório como estúdio e é o resultado dessa gravação que temos em mãos.

Devido à demora do lançamento nacional, Hard-fi e seu hit indie “Hard to Beat” já são velhos conhecidos de muitos por aqui. Canção cativante e exageradamente pop, perde pontos ao lançar mão de velhos truques do estilo, como deixar só o vocal durante alguns instantes para que depois os outros instrumentos entrem juntos para causar impacto. Na música de abertura, “Cash Machine”, o grupo deixa claro seu estilo que equilibra modernos efeitos eletrônicos com um rock funkeado de melodia consistente. Enquanto isso, choram a falta de grana de um jovem londrino.

A canção-título, “Stars of CCTV”, se refere ao sistema de câmeras que toma conta das ruas de Londres, o verdadeiro big brother, e sua letra explica como é atuar para essa “rede” de TV diariamente. “Move on now” é uma balada construída com piano e a voz de Richard John Archer, que na maior parte do disco soa como a do vocalista do Smash Mouth. Mas aqui ela aparece doce e em um falsete bem executado.

Em “Better do Better”, se torna ainda mais clara a influência do The Clash, que também é forte em “Middle Eastern Hollyday”. Os versos reaggeados intercalam com o refrão que beira o plágio de uma música chamada “Seven Seconds”, um dueto da Neneh Cherry com Youssou N’Dour que fez sucesso no começo dos 90 (alguém se lembra disso?).

Stars of CCTV tem seus pontos fracos, como canções prolongadas com repetições infinitas, algum exagero de truques pop e arranjos que às vezes lembram Linkin Park. Mesmo assim, é um disco bem estruturado sobre canções de fácil assimilação, mas que não caem no lugar comum. A estréia do Hard-fi mostra o potencial dessa jovem banda que, ao contrário da maioria, consegue fazer um rock conciso e de personalidade.

O avião decolou, a banda está perto disso

» leia/escreva comentários (7)