A culpa é do Eisenberg

Nossa avaliação

Jesse Eisenberg, continuando no seu calvário de autopurgação por todas as mazelas do mundo, assume a culpa pelos cuzões que conversam no cinema. Se esse “ser” que ele incorpora é um personagem, ele interpreta muito bem – ainda que no limite da incredulidade em alguns momentos.

[Via Vulture]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • A gente
  • Home
  • Retro
  • Homeopatia
  • Overdose
  • Plantão
  • Receituário
  • Ressonância
  • Sem categoria
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009