Stiamo tutti bene

Nossa avaliação

Não é por acaso que o trailer deste “Meu país” do diretor André Ristum (estreando em longas de ficção) começa na Itália. A história da família em frangalhos e dos irmãos confrontados com a morte do pai parece querer emular os dramas familiares típicos do cinema italiano, desde “Estamos todos bem” e “O quarto do filho” até a tradição de “Rocco e seus irmãos”. Da trilha melodramática, passando por fotografia e figurino, tudo deriva de traços da filmografia carcamana e pode aré dar certo, se não escorregar para a nossa tradição brasileira – da novela das nove. O grande risco aqui parece estar na performance de Débora Falabella, como a irmã portadora de deficiência mental, mas a grata surpresa é um adulto Rodrigo Santoro, que ainda temos esperança de ver cumprindo a promessa que ele foi um dia. O longa compete no Festival de Brasília no início de outubro, mas tem previsão de chegada aos cinemas antes disso, no dia 16 de setembro.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • A gente
  • Home
  • Retro
  • Homeopatia
  • Overdose
  • Plantão
  • Receituário
  • Ressonância
  • Sem categoria
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009