Busca

»»

Cadastro



»» enviar

2:00

13.04.06

por Rodrigo Ortega

The Vines - Vision Valley

(EMI - 2006)

Top 3: “Don’t listen to the radio”, “Gross out”, “Take me back”

Princípio Ativo:
Urgência

receite essa matéria para um amigo

O novo disco dos australianos do The Vines é um reencontro do vocalista Craig Nicholls com a sanidade e com o rock explosivo de Highly Envolved (2002). Vision Valley também responde uma questão: com quantas voltas do ponteiro dos minutos você consegue realizar uma tarefa do seu dia?

Will Freeman, personagem de Hugh Grant em "Um grande garoto", responderia meia hora. Neste tempo ele corta o cabelo ou vê um programa de TV. Craig Nicholls é um cara menos entediante: responderia dois minutos. É a duração média de cada faixa deste disco. Eis uma sugestão de atividades para testar o palpite de Craig e, de quebra, conhecer o Vision Valley.

1. Dançe sozinho no quarto
Dois minutos é um tempo bom para evitar que alguém abra a porta e suas bochechas corem. As trilhas sugeridas são “Anysound” ou “Don’t listen to the radio”, dois dos três (!) singles já anunciados. A primeira é mais tipo assim Vines mesmo, como os hits “Get Free” e “Ride”. A segunda é bem dançante. Bata palmas, se quiser.

2. Tome uma Coca-Cola (ou seu refrigerante preferido)
Agora descanse. Pegue um refri na geladeira. Uma popice cai bem com as bolhinhas. Ninguém esperava dos Vines uma música tão feliz quanto “Candy Daze”. O nome de “Futuretarded” te prepara para gritos, mas ela é outra aposta no pop perfeito.

3. Abra a caixa de cartas
Hora da balada. Você tem vinte segundos para tomar coragem, quarenta para achar uma carta de despedida e um minuto para reler. Enquanto isso, o Winamp toca a bela “Take me back”. “Going gone” também combina com dor de cotovelo.

A dor determina o final. Se ela foi superada, termine com o parágrafo seguinte. Mas se você ainda está revoltado, pule para o 5.

4. Fume um cigarro ou coma um chocolate
Esta é para terminar satisfeito. Quem escolheu a primeira opção pode ver a fumaça se espalhar na atmosfera com “Atmos”. Mas cuidado para não emendar a viagem com “Spaceship”, única faixa acima da média de dois minutos. A opção de não-fumantes acompanha a faixa título, bem levinha para compensar as calorias do chocolate.

5. Coloque fogo no seu quarto
Este final tem mais a ver com Craig Nicholls. Na turnê do disco Winning Days (2004), que não foi bem-sucedido, ele brigou com o ex-baixista da banda Patrick Matthews e foi diagnosticado com Síndrome de Asperger, uma desordem neurobiológica. Agora ele está melhor, mas ainda canta as canções maluquetes “Gross out” (terceiro single anunciado), “Fuck yeh”, “Nothin’s comin” e “Dope train”. Quando fugir do fogo, leve seu mp3 player ou diskman com o Vision Valley. Depois destes oito minutos intensos, você merece ouvir um dos discos mais legais deste início de 2006.

O médico recomendou passeios no campo

» leia/escreva comentários (6)