A A
RSS

Happy Feet 2

por

25 de novembro de 2011

Cinema, Receituário

Happy Feet 2

EUA, 2011

  • Dir: George Miller
  • Elenco: Elijah Wood, Robin Williams, Pink, Matt Damon, Brad Pitt, Hank Azaria, Sofia Vergara

Avaliação: ★★½☆☆ 

“Happy Feet 2” é um filme sobre deslocamentos. Seja ele físico como o iceberg que se desloca do gelo em direção à morada dos pinguins, seja psicológico, como o filho de Mano e os dois krills que se sentem deslocados por não se encaixarem no resto do grupo.

Ambos os deslocamentos chegam ao mesmo lugar, uma barreira que precisa ser derrubada para que todos se encontrem vivendo em harmonia. O problema é que uma premissa dessas não parece ter muito a ver com um filme infantil e por isso “Happy Feet 2” abusa de subtramas que acabam tirando o foco dos personagens principais: temos um pinguim que voa, um elefante marinho nervoso e os já citados krills (com vozes de Brad Pitt e Matt Damon no original) que funcionam como uma espécie de Scrat.

É tanta informação que “Happy Feet 2” às vezes se perde, parecendo muito mais enrolação do que uma história a ser contada. O filme demora a decolar, mas tudo melhora quando começa o apocalipse pinguim.

Não por acaso dirigido pelo mesmo George Miller de”Mad Max”, “Happy Feet 2” traz sequencias que podem assustar a criançada, especialmente quando um iceberg prende a população de pingüins imperadores, impedindo-os de buscar comida. Neste momento, há um desespero palpável, um sentimento de desolação que não se encontra comumente em uma animação. A partir daí a história engrena, os krills são usados na hora certa para aliviar a tensão e algumas músicas conhecidas entram para animar o espectador.

A trama é quase a mesma do primeiro, só que ao contrário. Se antes Mano era o estranho por dançar, agora seu filho Erick é que é o diferente exatamente por não dançar. Mas se por um lado mantém o discurso ecológico, sucessos pop e uma animação belissimamente executada, “Happy Feet 2” parece ignorar a forma como Mano conseguiu mudar a todos no primeiro filme e  faz de Erick e os krills personagens que devem sim se enquadrar, tornando-se apenas mais um entre tantos. Na nova aventura dos pinguins dançarinos, ser deslocado não é uma coisa boa.

 

 

Tags: , , , , ,

Leave a Reply

*

Pílula no Facebook

Enquanto isso, no Twitter

Arquivos

Categorias

-->

resume writing services